Belo Horizonte, quarta-feira, 1 DE dezembro DE 2021
O melhor jornal de bairro de Belo Horizonte.

UNIBH REALIZA CAMPANHAS PARA QUALIDADE DA SAÚDE DOS PETS


Publicado em 10/11/2021

          Não foram somente as mulheres do Buritis que receberam uma atenção toda especial durante o Outubro Rosa. Nossas amigas de quatro patas também tiveram um momento importante para cuidar da saúde no bairro. O UniBH, por meio do seu Complexo Médico Veterinário, realizou, no último dia 23, um evento em que cadelinhas e gatas que foram levadas ao Campus passaram por exames especializados e seus tutores ainda receberam todas as informações necessárias para prevenção ao câncer de mama.

          Todo o atendimento aos animais no Campus Buritis foi feito pelo Grupo de Estudo em Oncologia (UNIONCO) sob a supervisão do professor e médico veterinário Luiz Flávio Telles. De acordo com ele, assim como nas mulheres, nos pets o autoexame também é fundamental para detectar nódulos que podem ser altamente cancerígenos. Como o animal não tem a capacidade de fazer esta verificação, este cuidado deve ser feito pelos seus tutores.

         "Nós, como tutores dos nossos pets, temos a obrigação de examinar a mama de nossas cadelas e gatas, e a qualquer sinal de nódulos firmes, secreção e sanguinolenta pelas tetinhas, um médico veterinário deve ser procurado imediatamente, pois o animal pode estar com algum tipo de câncer de mama".

Cuidado com os olhos também em pauta

          Além do evento em comemoração ao Outubro Rosa, a saúde dos olhos dos cães e gatos também foi alvo de uma grande ação do Curso de Veterinária do UniBH neste último mês. No dia 30, foi realizada a 1ª Campanha de Combate ao Olho Seco nos Pets.

          Professora do UniBH e médica veterinária, Aline Ferreira explica que a síndrome do olho seco, também conhecida como ceratoconjuntivite seca (CCS), tem sido bastante relacionada à deficiência de produção da parte aquosa da lágrima. No entanto, qualquer problema com as estruturas envolvidas na produção e distribuição do filme lacrimal pode desencadear a doença.

          “Quando o animal deixa de produzir as lágrimas, a superfície da córnea fica ressecada e de forma progressiva pode ocorrer inflamações e infecções das estruturas oculares. A doença é a principal causa de conjuntivite nos pets, sendo considerada grave quando não diagnosticada e tratada corretamente”, esclarece Aline.

          Segundo ele, os sinais mais frequentes da doença nos animais são: excesso de remelas (secreções), inflamações nos olhos (vermelhidão), desconforto ocular (olhos mais fechados), olhos sem brilho (opacos) e pigmentações na córnea. Cães e gatos de qualquer tamanho, raça ou sexo podem apresentar olho seco. “A doença aparece com mais frequência em adultos ou idosos, a partir de 6 anos, mas pode ocorrer em qualquer idade. O tratamento varia com a o curso da doença, pois pode ser necessário além do uso de imunomoduladores, a associação com outras medicações (antibióticos), e até mesmo a cirurgia para redução da pigmentação corneana”.

          Raças como Buldogue Inglês, Schnauzer, Lhasa Apso, Shih tzu, Pug e Pequinês são consideradas mais predispostas a contrair a doença do olho seco. Portanto, os tutores destas raças devem ter ainda mais atenção.

         Coordenador do Curso de Veterinária, Breno Mourão destaca que as ações do UniBH neste mês de outubro, mais uma vez, mostram que, mais que uma faculdade de medicina veterinária, seu intuito é estar formando profissionais com responsabilidade social e humana. 

 

O melhor jornal de bairro de Belo Horizonte.

CONTATO

(31) 2127-2428 / (31) 99128-6880
Av. Prof. Mário Werneck, 1360, Lj 401 F, 4º andar, Shopping Paragem, Bairro Buritis - BH/MG
CEP30455-610 E-mail contato@jornaldoburitis.com.br

       
© 2018 Jornal do Buritis. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por SITEFOX

(31) 99128-6880