Belo Horizonte, domingo, 25 DE outubro DE 2020
O melhor jornal de bairro de Belo Horizonte.

REABERTURA DO COMÉRCIO FAZ BAIRRO RENASCER


            Após meses de grande expectativa, a maior quarentena do mundo, a reabertura gradual do comércio em Belo Horizonte finalmente está acontecendo. Ainda longe do que os comerciantes desejam, essa iniciativa já fez com que o cenário do Buritis se modificasse. Se antes o bairro estava irreconhecível, “cinza, “morto” como muitos moradores diziam, agora ele já começa a ganhar cor com sua movimentada vida de volta.

            A Prefeitura anunciou que a partir do dia 6 de agosto a capital mineira poderia avançar para a fase 1 da flexibilização com a reabertura de shoppings centers, salões de beleza, galerias de loja e do comércio varejista e atacadista. Dias depois foi confirmada a reabertura de academias, alguns parques da cidade e, por fim, a permissão para que bares e restaurantes pudessem funcionar aos fins de semana. Atentos a todos os passos que eram dados pelo poder público municipal, os empresários do Buritis abriram suas portas respeitando todas as exigências de segurança da saúde.

            Maior centro comercial do Buritis, o Paragem é referência em reabertura com segurança. Além de totens com álcool gel espalhados por toda a sua estrutura, o Paragem delimitou a entrada no número de pessoas - tendo em todas elas a temperatura aferida na entrada -, bem como a distância em que podem ficar uma das outras, seja na praça de alimentação ou até mesmo dentro das lojas e estacionamento. “Eu não tenho dúvida que um cliente que vem aqui está totalmente seguro, bem diferente se ele optar em fazer uma compra no Centro de Belo Horizonte, por exemplo, dividindo as calçadas com centenas de outras pessoas. A fiscalização da Prefeitura veio aqui uma vez e não fez um adendo sequer ao trabalho que fizemos, tanto que nem voltaram mais”, lembra Weverton Jorge, administrador do centro comercial.

            Porém, o Paragem não se destaca nesse momento apenas por zelar pela saúde dos seus frequentadores. Assim que foi anunciada a pandemia e a suspensão das atividades, a diretoria do centro comercial mostrou ser uma grande parceira dos lojistas. A cobrança de alugueis foi suspensa e os comerciantes ainda tiveram 50% de desconto na cobrança do condomínio. “Nós entendemos a dor deles. Demonstramos desde o início que faríamos o possível para ajudá-los. Muitos até vieram nos agradecer. Tenho certeza que depois de todo esse período complicado voltaremos ainda mais fortes”, diz Weverton, ressaltando ainda que essa confiança passada aos comerciantes fez com que o Paragem fosse procurado para locação de três novas lojas mesmo durante a pandemia. “Foi algo surpreendente. Essa foi a maior prova que poderíamos ter sobre a força do Paragem e de que acertamos em todas decisões”.

             No comércio de rua a expectativa também era grande quanto à retomada das vendas após a paralisação provocada pelo Coronavírus. Proprietário da loja de roupas Witch Class, Rodrigo Melgaço conta que ficou os primeiros 15 dias com as portas totalmente fechadas. Depois iniciou as vendas online, que foi o que deu sobrevida à sua loja. Agora, com a reabertura das portas espera que, aos poucos, as pessoas comecem a ganhar confiança para saírem de casa e fazer compras. “O nosso movimento aqui na loja está em torno de 60% do normal. Seguimos com a venda online, que está sendo importante, uma vez que os clientes ainda não podem experimentar as roupas. Nesse momento estamos trabalhando para arcar com os custos. Acredito que as vendas para o Natal é que serão o boom da retomada do comércio, mas é muito bom já ver o Buritis ganhando vida”.

              Em relação aos moradores do bairro, o empresário faz questão de ressaltar o incentivo dado por eles neste período complicado. “Dava para perceber que algumas vezes a compra online era feita para contribuir com a sobrevida da loja. Fora as inúmeras mensagens de apoio que recebi desde que tive de fechar as portas. Isso não tem preço”.

Bares e restaurantes

             Apesar de terem a permissão para seguir trabalhando com o delivery e entrega na porta, o setor de bares e restaurantes também foi muito prejudicado com a proibição do atendimento presencial. A possibilidade de voltar a receber esse público, mesmo com grandes restrições de segurança da saúde, foi recebida com entusiasmo pelos empresários do setor no Buritis.

            Sócio-proprietário do restaurante Sabor Mineiro, Ulisses Alves explica que foi o delivery que manteve o seu estabelecimento durante os últimos meses. Inclusive, o serviço foi tão fortalecido que, se de um lado teve de reduzir funcionários no atendimento, por outro aumentou a contratação de motoboys. “Ter a certeza da fidelidade de muitos clientes do Buritis foi o ponto positivo que pude tirar de toda esta situação tão complicada”.

           Ulisses diz que a volta, apesar de ainda com restrições, já está sendo muito positiva. De acordo com ele, está atendendo em torno de 70% do público normal. “Ainda estamos encaminhando, mas já é um momento de comemorar”.

Academias

           Um dos últimos setores a ganhar até o momento a permissão para retomar as atividades, as academias de ginástica também precisam seguir um protocolo rígido de segurança da saúde para poder funcionar. Mesmo com as dificuldades, só de terem a oportunidade de trabalhar já foi uma notícia muito feliz para os empresários. Gutemberg Stenner, proprietário da A+, foi um dos principais líderes do setor na luta pela retomada do trabalho. Inclusive, ganhou na justiça o direito de abrir uma de suas academias.

           De acordo com ele, o momento é de comemorar, mas esse foi apenas o primeiro passo dessa nova realidade a ser enfrentada. “A verdade é que ainda tem um medo da população em geral. Não somente as academias, mas todos os setores estão levantando bem devagar. O povo tem que voltar a movimentar nossa economia e a gente faz nossa parte oferecendo um serviço de qualidade e segurança. Não podemos ficar em casa, a vida tem que andar. Vamos caminhando, mas sabemos que a estrada vai ser difícil. É preciso muita luta, já que a “porrada” que tomamos foi muito grande”.

O melhor jornal de bairro de Belo Horizonte.

CONTATO

(31) 2127-2428 / (31) 99128-6880
Av. Prof. Mário Werneck, 1360, Lj 401 F, 4º andar, Shopping Paragem, Bairro Buritis - BH/MG
CEP30455-610 E-mail contato@jornaldoburitis.com.br

       
© 2018 Jornal do Buritis. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por SITEFOX