Belo Horizonte, terça-feira, 11 DE agosto DE 2020
O melhor jornal de bairro de Belo Horizonte.

O ESCADÃO DO BURITIS. MORADORES CELEBRAM A NOVA JURUENA


           As obras de revitalização da Rua Juruena chegaram ao final em junho. Após cerca de três meses de trabalhos, a travessia, que mais parecia um barranco, se transformou em uma bela escadaria, com direito a área verde e nova iluminação. Para muitos moradores, o local se tornou um novo espaço público de convivência do bairro. Prova disso é que um grupo já foi criado para reunir pessoas para fazerem atividades físicas na escadaria, é o "Escadão do Buritis". A expectativa agora é de que o local ainda possa vir a receber algumas melhorias.

           A professora de balé Luciana Veloso é uma das criadoras do "Escadão do Buritis". Moradora na Rua José Hemetério Andrade, observou desde o início das obras que aquela escadaria poderia se tornar um ótimo lugar para a prática de exercícios físicos, principalmente nesses tempos de quarentena em que as academias estão fechadas. Assim que os trabalhos foram finalizados, juntamente com mais duas amigas, começou a fazer atividades no local.

          Contudo, mal sabia ela que sua atitude serviria de inspiração para mais pessoas. Todos os dias que estava na escadaria era abordada por outros moradores interessados em também participar das atividades e, então, decidiu criar o "Escadão do Buritis". O grupo já conta com 11 pessoas e a tendência é que cresça cada vez mais. "Queremos todo mundo participando. Está muito legal. Além das atividades físicas, está sendo um momento de conhecer pessoas. Moro aqui na rua há alguns anos e só agora estou conhecendo meus vizinhos. Deu um up social", brinca.

         E basta ficar alguns minutos em frente à escadaria para ver o quanto as pessoas realmente estão utilizando o local para fazer atividades físicas. A advogada Taliny Silveira é um exemplo de alguém que teve a sua rotina alterada a partir da obra. Moradora na parte de asfalto da Juruena, não conhecia a Rua José Hemetério. Agora, ela usa a escada para fazer atividades físicas e ainda aproveita para ir à rua vizinha passear em frente a uma área verde lá existente. "Está sendo uma mudança de vida para mim. Aqui antes não tinha onde caminhar, fazer atividades. Eu e a Frida (sua cachorrinha) estamos adorando essa nova rotina".

Sonho antigo

           Um dos moradores mais satisfeitos com o fim das obras na Juruena é o engenheiro Elismar Damaceno. Residente no Edifício Estrada Real, que fica bem em frente à rua, sempre acompanhou de perto os problemas que a travessia gerava à comunidade. Além do risco de acidentes aos pedestres que decidiam utilizar o local como atalho, por se tratar de uma área sem infraestrutura, muitas vezes se tornou esconderijo para usuários de drogas e assaltantes. “Foram 13 anos de espera. Sempre briguei para que uma obra fosse feita aqui e agora este sonho se tornou realidade. Tenho certeza que, apesar de parecer simples, esta reforma já está fazendo uma grande diferença na vida de quem mora ou passa por essa região”.

            A aposentada Carmelita Fiuza é moradora na José Hemetério há 19 anos. Acompanhou de perto todo o crescimento imobiliário da região e sempre questionou a necessidade de uma obra na travessia da Juruena, que iria facilitar muito a vida dos moradores. Segundo ela, ir à região mais comercial do Buritis a pé ficou muito mais fácil e seguro a partir de agora. “Eu me arrisquei uma vez ao passar pelo barranco e caí. Nunca mais tentei. Agora rapidinho já chego ali em frente ao UniBH, onde faço minha ginástica. Está muito bom mesmo”, lembrando que quando as aulas retornarem a passagem irá facilitar a vida de muitos alunos do Colégio Magnum e universitários do UniBH

           Além do atalho para chegar a alguns pontos do bairro, a nova Juruena também pode servir como um espaço público de convivência para os moradores. "Com um bom paisagismo e uma parte de área plana, as pessoas podem utilizar o local para passear com as crianças, os cães ou mesmo ter um agradável bate-papo com o vizinho", diz a aposentada Ângela Portes.

           Morador na esquina da Juruena com Henrique Furtado Portugal, o arquiteto de software Rafael Pires diz que a obra, além de todos os benefícios já citados, ainda será importante para valorizar os imóveis da região. “Como antes tinha apenas um amontoado de terra e até mesmo algum entulho de resto de obras, acabava desvalorizando o espaço e os imóveis próximos. Agora, além de um espaço útil, também é um local visualmente mais agradável”.

Pode melhorar

           Para Elismar, agora é importante pensar no que ainda pode ser melhorado no local e, o principal, como será a sua manutenção. “Seria interessante elaborar um sistema de irrigação para não perdermos a grama daqui a pouco tempo. A limpeza constante também se faz necessária. Infelizmente, muitos donos de cães deixam seus animais fazerem cocô na grama, na escada, e não catam a sujeira. Aí é mais um trabalho de conscientização mesmo. O muro que já estava pichado antes da obra também poderia receber uma pintura ou mesmo um belo grafite". Já Maria de Fátima, esposa do engenheiro, pensa em algo maior. "Eu gostaria que fossem instalados alguns brinquedos aqui nessa área plana para a minha neta e a garotada da rua poderem brincar. Vou começar essa campanha".

           A obra na Rua Juruena foi realizada pela iniciativa privada. No Buritis existem dezenas de outras travessias consideradas como ruas pelo poder público e que a comunidade torce para que recebam o mesmo investimento estrutural.

O melhor jornal de bairro de Belo Horizonte.

CONTATO

(31) 2127-2428 / (31) 99128-6880
Av. Prof. Mário Werneck, 1360, Lj 401 F, 4º andar, Shopping Paragem, Bairro Buritis - BH/MG
CEP30455-610 E-mail contato@jornaldoburitis.com.br

       
© 2018 Jornal do Buritis. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por SITEFOX