Belo Horizonte, segunda-feira, 21 DE setembro DE 2020
O melhor jornal de bairro de Belo Horizonte.

NEWTON PRESTA CONTRIBUIÇÃO NO COMBATE AO CORONAVÍRUS


                Além de arriscarem suas vidas estando na linha de frente de combate à disseminação do novo Coronavírus, os profissionais da saúde no Brasil ainda precisam lidar com a grande dificuldade de terem de trabalhar muitas vezes com a falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e de insumos para higienização aos profissionais do SUS. Mostrando muita preocupação, universidades de todo o país estão empenhadas na produção e distribuição gratuita de materiais para utilização dos trabalhadores que atendem pessoas diagnosticadas com a Covid-19. Em Belo Horizonte, a unidade Buritis da Newton, por meio do seu Fab Lab, atua na produção de escudos faciais. A universidade iniciou a produção no dia 01 de abril. Até o último dia 29 foram doados 269 protetores, distribuídos entre os hospitais da Baleia, das Clínicas, Maternidade Sofia Feldman e Hospital Eduardo de Menezes, referência no atendimento a pacientes suspeitos de contaminação pelo novo Coronavírus. A Newton ainda contribuiu com o corte de mais de três mil viseiras que foram para mais de 40 instrumentos de saúde da Região Metropolitana de BH, como a rede FHEMIG, maior rede de hospitais públicos da América do Sul.

                A estrutura dos escudos faciais, além de oferecer maior proteção diante do poder de contaminação do novo Coronavírus, permite a reutilização do material após a higienização adequada. Coordenadora do Fab Lab, Carla Werkhaizer ressalta que a Newton está focada também em fornecer suporte técnico para aprimorar novos modelos de EPIs. “Nesta área de orientação de fabricação digital, atuamos, por exemplo, no desenvolvimento de um novo face shield para atender os profissionais da saúde. Uma médica do Instituto de Ortopedia do Hospital das Clínicas de São Paulo, por exemplo, desenvolveu um modelo simples, confortável e barato. Nossa ajuda tem sido orientá-la quanto ao processo de fabricação”.

                Ainda de acordo com Carla, a Newton também desenvolveu um tutorial que orienta os voluntários em todas as etapas, da produção à montagem. “A orientação segue normas da ANVISA quanto ao tipo de material mais adequado para preservar o conforto e a higiene dos profissionais de saúde, além de esclarecer todos os protocolos para adequação do local de trabalho, montagem dos equipamentos e entrega aos hospitais”.

A força da colaboração

                Em Belo Horizonte, Trem Maker – coletivo de markers, no qual profissionais e estudantes da Newton também fazem parte – reúne engenheiros, especialistas em fabricação digital, designers, programadores, publicitários e médicos. Em diferentes áreas, todos engajados no mesmo propósito: produzir e doar EPIs aos profissionais de saúde que estão na linha de frente no combate à Covid-19. Diariamente, a equipe produz de 300 a 500 escudos e os voluntários responsáveis por receber os pedidos dos hospitais organizam a logística da entrega. O fornecimento atende mais de 15 hospitais presentes em Belo Horizonte e na região metropolitana.

                Por meio dessa articulada rede de profissionais solidários a coordenadora do Fab Lab Newton acredita no potencial de produção de outros equipamentos. “As máscaras são apenas o início de uma linha de produção, que pode se estender para outros EPIs, sempre a partir da validação de médicos, cientistas, da Anvisa e do Ministério da Saúde”, reforça Carla.

                A direção dos hospitais interessados em receber os escudos deve formalizar os pedidos pelo endereço newton@newtonpaiva. br, informando a quantidade de escudos, cidade, nome do solicitante e o cargo, para avaliação.

O melhor jornal de bairro de Belo Horizonte.

CONTATO

(31) 2127-2428 / (31) 99128-6880
Av. Prof. Mário Werneck, 1360, Lj 401 F, 4º andar, Shopping Paragem, Bairro Buritis - BH/MG
CEP30455-610 E-mail contato@jornaldoburitis.com.br

       
© 2018 Jornal do Buritis. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por SITEFOX