Belo Horizonte, segunda-feira, 20 DE maio DE 2019
O melhor jornal de bairro de Belo Horizonte.

NEM A PAU, BHTRANS. FAIXA EXCLUSIVA AQUI NÃO


Nem a pau, BHTrans

Moradores do Buritis rejeitam criação de faixas exclusivas para ônibus no bairro

            No último dia 26 de dezembro, uma coletiva de imprensa foi convocada pela Prefeitura de BH, através da BHTrans, para o anúncio do novo reajuste da tarifa dos ônibus da capital. Contudo, mais que os R$0,45 de aumento, (passando de R$4,05 para R$4,50), uma declaração do presidente da Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte, Célio Bouzada Freitas, causou grande repercussão no Buritis.

            De acordo com ele, para melhorar o fluxo do transporte público, foi criado um grupo de trabalho para planejar a instalação de mais 50km de faixas exclusivas para ônibus na capital e citou o Buritis como um dos locais em potencial para implantação. No entanto, quem convive com o trânsito diário do bairro não gostou nada da ideia e sequer cogita esta possibilidade.

            Morador na Rua Tereza Mota Valadares, o analista de sistemas, Rodrigo Guimarães, acredita que a BHTrans deveria se preocupar em implantar outras medidas para melhorar a fluidez do trânsito do bairro. "Se você pensar que hoje, com duas faixas de cada lado, já não dá conta do trânsito, imagina fechar uma faixa só para ônibus. É irracionalidade".

            Ainda de acordo com Rodrigo, o primeiro ponto a ser estudado pela BHTrans no Buritis, em relação ao tráfego de ônibus, deveria ser modificar a localização de alguns pontos de parada. Segundo ele, existem alguns onde a distância é muito próxima, o que causa congestionamento. "Deveriam mudar estes pontos antes de planejar algo que deve complicar ainda mais o trânsito. Entendo que temos que pensar em transporte público, mas isto tem que ser após darmos fluidez aos carros", afirma.

            Morador da Rua Engenheiro Carlos Goulart, o empresário João Marcelo Pereira recebeu com perplexidade a notícia da possível implantação da faixa exclusiva para ônibus. "Sou extremamente contra. Vai acabar com o trânsito do bairro. Imagina a Mário Werneck com uma pista? Ao invés de acabar com aqueles recuos absurdos que existem na avenida, querem reduzir ainda mais a passagem dos carros? ABHTrans está de brincadeira", reclama.

            Para o empresário, basta observar o que a implantação de novos semáforos na Avenida Mário Werneck gerou ao trânsito para perceber que uma faixa exclusiva para ônibus causaria um grande transtorno. "O que era impossível vai acontecer. Vão conseguir transformar em um caos maior do que já é".

Opinião

            Gerente comercial, Henrique Chaves recebeu incrédulo a informação. Simplesmente não conseguia imaginar que a BHTrans, que possui pessoas capacitadas para analisar o trânsito, cogite a possibilidade de implantação de uma faixa exclusiva para ônibus no Buritis.  "E a BHTransestá no bairro. Ou seja, todos conhecem muito bem o trânsito daqui. Não dá para acreditar".

            De acordo com Henrique, se a Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte realmente deseja fazer algo para melhorar o tráfego do bairro, deveria começar a enxergar a possibilidade de transformar algumas vias em mão única, em determinados horários do dia. "Durante o período de maior fluxo poderiam definir a José Rodrigues Pereira como saída do bairro, nos dois sentidos, e a Mário Werneck como entrada, também nos dois sentidos. Isso acontece com muito sucesso em vários lugares e acredito que poderia ser uma ótima experiência".

            Uma outra possibilidade para o melhor fluxo do trânsito no Buritis, segundo o gerente, seria reduzir o canteiro central da Mário Werneck e assim criar mais passagens de veículos. "Mesmo quem usa o transporte público, muitas vezes também possui carro. E tenho certeza que ele não quer ver o bairro parar para que o ônibus possa ter uma passagem livre", conclui.

BHTrans

            Questionada a respeito da implantação das faixas exclusivas para ônibus no Buritis, a BHTrans informou apenas que "ainda não há nada fechado. A partir deste mês de janeiro um grupo de trabalho irá debater quais locais poderão receber as faixas exclusivas". Entretanto, ressaltou que, "uma grande análise será feita em todo o trânsito do bairro, inclusive com consulta aos moradores". Além de profissionais da BHTrans, também integram o grupo representantes da Setra-BH (Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte).

            Nos últimos anos, Belo Horizonte recebeu a implantação de faixas exclusivas de ônibus em diversas vias da cidade. No entanto, a maioria das vias onde as faixas exclusivas foram implantadas tinham ao menos três pistas de rolamento, o que não é o caso na maior parte da Avenida Mário Werneck. Caso a BHTrans queira realmente levar adiante a ideia, é bom mesmo chamar a comunidade para debater o assunto, porque, a julgar pela reação nas redes sociais, a rejeição foi quase uma unanimidade.  

O melhor jornal de bairro de Belo Horizonte.

CONTATO

(31) 2127-2428 / (31) 99128-6880
Av. Prof. Mário Werneck, 1360, Lj 401 F, 4º andar, Shopping Paragem, Bairro Buritis - BH/MG
CEP30455-610 E-mail contato@jornaldoburitis.com.br

       
© 2018 Jornal do Buritis. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por SITEFOX