Belo Horizonte, quarta-feira, 21 DE abril DE 2021
O melhor jornal de bairro de Belo Horizonte.

CADA VEZ MAIS ELAS ESTÃO NO COMANDO


Publicado em 12/03/2021

           No mês em que se celebra o Dia Internacional da Mulher, o JORNAL DO BURITIS destaca o trabalho de uma grande representante das mulheres em nosso bairro. Desde o início deste ano, a Polícia Militar que faz a patrulha do Buritis tem como sua comandante a Aspirante Nathália Policarpo. Assim como em todas as outras áreas da nossa sociedade, a mulher mostra toda a sua competência e força à frente da árdua missão, mas sem deixar de lado o amor, sensibilidade e cuidado que toda mulher leva consigo.

          A história de Nathália com a Polícia Militar teve início no ano de 2011 na cidade de Poços de Caldas. À época, ingressou na carreira como flautista da banda de música. Por lá ficou até o ano de 2014 quando, já como sargento, se mudou para a cidade de Juiz de Fora. Em 2018 se formou em Direito e foi aprovada no curso para oficiais, tendo assim que se mudar para a capital.

          Em 2020, no seu último ano de academia, teve a oportunidade de prestar serviço no Buritis e, em uma dessas coincidências da vida, assim que foi elevada à classe de aspirante teve como primeira missão comandar o policiamento do nosso bairro. "Foi uma surpresa e alegria muito grande. Apesar da enorme responsabilidade em comandar o maior bairro de BH, aqui os moradores são acolhedores e contribuem demais com o trabalho da PM. Seremos grandes parceiros, não tenho dúvidas quanto a isto". A Aspirante Nathália chegou ao Buritis para substituir o Tenente Bruneiffer, que foi transferido para comandar a 10ª Companhia, no bairro Nova Gameleira.

           Em 2021 a Polícia Militar de Minas Gerais celebra os 40 anos do ingresso do policiamento feminino na corporação. Se analisarmos que a PM irá completar 246 anos percebemos o quanto demorou para que elas conquistassem este direito. Por isso, esse momento deve ser bastante celebrado. "É estranho pensar que demorou tanto para conseguirmos este direito, mas ele chegou. Hoje os próprios militares homens não conseguem imaginar a corporação sem a presença da mulher".

            No comando do Buritis, a militar garante que irá tratar todas as situações com a seriedade que elas merecem, mas, de forma alguma, irá perder sua essência feminina. "Além de mulher, ainda sou musicista, ou seja, a sensibilidade está em mim. Muitas vezes até acho que posso estar fazendo algo errado, por estar indo além da minha obrigação. Eu quero cuidar. Encontrar uma solução para a vida daquela pessoa. Chego a me emocionar".

          Como comandante da PM do Buritis, Aspirante Nathália tem sob sua coordenação uma equipe formada por oito militares que compõem a Base Comunitária Móvel e mais quatro militares que ficam na viatura. A grande maioria homens. De acordo com ela, ser mulher não afeta em nada seu comando e fica muito feliz em ver o respeito que todos têm por ela. "A gente acaba formando uma grande família. E essa afinidade resulta no melhor trabalho em prol da comunidade, que é a nossa missão".

           Entre os dias 8 e 12 de março, a Polícia Militar prepara uma blitz especial no bairro, quando importantes orientações para a segurança da mulher serão repassadas. “Será mais uma grande ação da campanha “2021: 40 anos da força e leveza da mulher na Polícia Militar”, revela. 

Sucesso na Educação

            Quando se trata de empoderamento feminino, aqui no Buritis temos um caso bem marcante. Trata-se da moradora do bairro Sueli Maria Baliza Dias, que entre tantos títulos acadêmicos e profissionais é Mestre em Comunicação Social pela UFMG. Sueli começou a estreitar seus laços com o Buritis em 2005, quando assumiu a Reitoria do UniBH, cargo que ocupou até 2011. Entre as suas principais conquistas ao longo de seis gestão, conseguiu implantar em Belo Horizonte depois de mais de 50 anos um novo curso de Medicina. Até então só tínhamos o curso Na UFMF e na Faculdade de Ciências Médicas. Sob o comando de Sueli, o UniBh conseguiu entrar neste seleto grupo.

            Moradora do bairro desde 2017,  atualmente Sueli é Secretária Municipal de Educação de Nova Lima, uma indicação eminentemente técnica do novo prefeito da cidade, João Marcelo Dieguez Pereira. O cargo já exige uma grande dose de responsabilidade. Porém, antes de chegar a ele, Sueli passou por experiências como secretária de educação de duas grandes cidades. A primeira delas no período entre 2013 e 2016, quando iniciou a sua carreira na vida pública em Belo Horizonte.

            Na época, havia sido convidada pelo então Prefeito Marcio Lacerda em virtude do ótimo trabalho realizado à frente do UniBh. Na Secretaria de Educação, Sueli comandou um dos mais ousados projetos da gestão de Marcio: a expansão e a qualidade do ensino infantil. O ex-prefeito deixou a cidade com 130 Unidades Municipais de Educação Infantil (Umeis) funcionando com uma qualidade comparável às melhores escolas da iniciativa privada. E a comandante desse projeto foi Sueli.

           Em 2018, insatisfeito com os rumos da educação em Contagem, o então prefeito Alex de Freitas convidou Sueli para ocupar o cargo de Secretária e Presidente da Fundação de Ensino de Contagem, FUNEC, tradicional instituição da cidade. Na cidade vizinha novamente a ilustre moradora do Buritis não decepcionou. O município melhorou significativamente os índices de alfabetização, passando de 46% para 85%  das crianças de até 7anos alfabetizadas no período de 1 ano. Também lá implantou o primeiro Centro de Educação Integral, escola com 7.000m de área construída, 43 espaços de aprendizagem, referência no estado. Acrescenta-se a esse trabalho a reforma de 114 escolas, maior projeto da cidade nessa área nos últimos anos. Aliás, enquanto estava na Secretaria em BH, nas duas oportunidades em que sua gestão foi avaliada a capital apresentou avanços, tendo sido a capital com o melhor IDEB dentre as que possuíam mais de 2 milhões de habitantes. Na última avaliação ocorrida na atual gestão em 2019, porém, a qualidade da educação em BH caiu.

            Sueli denota esta trajetória de sucesso à dedicação, muito trabalho e ao fato de fazer o que gosta. Mas sabe que outras mulheres com igual talento sofrem muito para mostrar o seu valor para a sociedade e muitas vezes ficam relegadas a um segundo plano. “Na educação mesmo vemos esta discriminação. Apesar de sermos maioria absoluta, nunca houve no país uma mulher comandando o Ministério da Educação”, salienta.

O melhor jornal de bairro de Belo Horizonte.

CONTATO

(31) 2127-2428 / (31) 99128-6880
Av. Prof. Mário Werneck, 1360, Lj 401 F, 4º andar, Shopping Paragem, Bairro Buritis - BH/MG
CEP30455-610 E-mail contato@jornaldoburitis.com.br

       
© 2018 Jornal do Buritis. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por SITEFOX

(31) 99128-6880