Belo Horizonte, segunda-feira, 1 DE junho DE 2020
O melhor jornal de bairro de Belo Horizonte.

BURITIS SE MOVIMENTA PELA REABERTURA DO COMÉRCIO


                Um grande abraço à distância. Foi assim que dezenas de comerciantes do Buritis se manifestaram, na tarde do último dia 05 de maio, reivindicando a reabertura do comércio na capital. Muito afetados pela crise, originada a partir do decreto do prefeito Alexandre Kalil (PSD), que determinou o fechamento das portas como medida para evitar o avanço do novo Coronavírus em Belo Horizonte, os lojistas do bairro reivindicaram, de forma coesa e ordeira, para que o comércio possa retomar as atividades de forma gradativa. Além do simbólico abraço, ocorrido na área mais movimentada do bairro - Avenida Mário Werneck, entre José Rodrigues Pereira e Engenheiro Carlos Goulart, os comerciantes ainda saíram em carreata pela avenida, passando pela Rua Henrique Badaró Portugal até a chegada à rotatória de acesso ao bairro Palmeiras.

                Usando preto e com cartazes com mensagens reivindicando a reabertura do comércio, os cerca de 50 empresários, em momento algum, se mostraram contrários à determinação de medidas para conter a proliferação do vírus na cidade. Contudo, acreditam que, com os devidos cuidados, saúde e economia não só podem como devem andar juntas.

                “Estarmos aqui de máscaras e distantes uns dos outros é a prova de que todos estamos preocupados com a saúde. Por isso, elaboramos uma pauta com sete itens, que sendo respeitados, não deverá prejudicar no trabalho de combate ao avanço do Coronavírus na cidade”, explicou a proprietária da Vidraçaria Mondrean, Mônica Saraiva.

                Proprietário do Botequim Buritis, Denilson Perez garante que, mesmo tendo um restaurante, local onde existe uma grande interação social, é possível implantar medidas que permitam o funcionamento sem prejudicar o trabalho de prevenção ao vírus. “É simplesmente adaptar para trabalhar. O que não pode é continuar da forma que está. Os empresários não podem mais pagar essa conta”.

                A manifestação acabou sendo uma novidade para muita gente. A empresária Oriádina Panicali comenta que nunca quis participar de nenhum movimento. Desta vez participou e saiu bastante satisfeita com tudo o que viu. Para ela, esse foi um primeiro passo em busca do objetivo e, principalmente, mostrou a união que existe entre os comerciantes do Buritis. “A manifestação foi um ato pacífico, bem organizado e importante. Os empresários da região manifestaram apoio à prefeirura e pediram mais rapidez na reabertura consciente do comércio. Já estamos caminhando para 60 dias de fechamento e as pequenas empresas não têm fôlego para suportar por mais tempo. Queremos a reabertura responsável! Estamos preparados e equipados de acordo com as normas municipais”.

                Presidente da Associação de Moradores e empresário do bairro, Braulio Lara contribuiu na coordenação do movimento. De acordo com ele, as medidas de combate ao Coronavírus não podem enfraquecer, mas isto não pode significar a falência de um empresário. Segundo ele, a falência de um empresário não afeta apenas a ele próprio. “Quem sustenta a máquina pública são os impostos pagos por nós, os cidadãos. Sem essa contrapartida financeira, aí sim, o Governo não terá como enfrentar essa crise, bancar a saúde”.

                Toda a ação dos comerciantes, incluindo a carreata, recebeu o apoio da Polícia Militar. A Guarda Municipal também esteve no local e acabou acompanhando o movimento. Durante todo o tempo, os empresários recebiam o reconhecimento da população, que gritavam palavras de incentivo e davam palmas. Provas de como a manifestação foi ordeira e com uma proposta justa.

                Um dia antes do manifesto no Buritis, Alexandre Kalil havia anunciado sua intenção de flexibilizar o isolamento social e iniciar a reabertura gradual do comércio de Belo Horizonte a partir de 25 de maio. A medida, porém, só será colocada em prática com aval de especialistas, que analisarão a curva de infecções pela Covid-19 na capital. Os empresários aguardam ansiosos pela definição.

Moradores aprovam a medida

                Numa enquete realizada por meio das redes sociais (Facebook e Instagram) do JORNAL DO BURITIS, a comunidade do bairro se mostrou amplamente favorável à reabertura do comércio. Daqueles que se manifestaram, 79% são a favor, 17% contra e outros 4% não souberam se posicionar. Nos comentários, as opiniões favoráveis se manifestaram dessa forma desde que sejam adotadas medidas de segurança para os trabalhadores e clientes, ou seja, de acordo com a proposta dos comerciantes. Na maioria dos casos, os moradores recomendaram o uso de máscaras, disponibilização de álcool gel, horário reduzido de funcionamento e número limitado de pessoas nos estabelecimentos.

 

O melhor jornal de bairro de Belo Horizonte.

CONTATO

(31) 2127-2428 / (31) 99128-6880
Av. Prof. Mário Werneck, 1360, Lj 401 F, 4º andar, Shopping Paragem, Bairro Buritis - BH/MG
CEP30455-610 E-mail contato@jornaldoburitis.com.br

       
© 2018 Jornal do Buritis. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por SITEFOX