Belo Horizonte, terça-feira, 28 DE setembro DE 2021
O melhor jornal de bairro de Belo Horizonte.

ANIMAIS SILVESTRES DO BURITIS É TEMA DE TEATRO


Publicado em 09/07/2021

            Quem visita o Buritis pela primeira vez logo tem a impressão de estar pisando em uma selva de pedras em virtude do grande número de prédios. No entanto, o bairro, mesmo diante de toda esta urbanização, consegue manter importantes áreas ambientais preservadas e, consequentemente, a presença de animais silvestres. Com o objetivo de tornar esses animais mais conhecidos junto à comunidade, no último dia 26 de junho foi realizado o Teatro de Sombra, "Dona Aranha, Seu Gambá e o Tucano viajando para a Fazenda Ana Cruz, passando pelo Buritis”.

            Idealizado por meio da Biblioteca Comunitária Palmeirinhas,  localizada às margens do Córrego Ponte Queimada, afluente do Cercadinho, o teatro fez parte de um edital de cultura da Lei Aldir Blanc, que é um programa da Secretaria de Cultura do Estado, do Turismo e do Governo Federal. 

            A ambientalista Carla Magna coordenou a atividade, que contou a história de ficção de uma turminha de animais formada por um tucano,  uma aranha e um gambá,  que fez uma viagem até a Fazenda Ana Cruz, e para tal destino teriam que passar pelo Buritis.  "Essa logística é verdadeira. A Fazenda Ana Cruz  é um complexo que fica atrás do Cercadinho, na cidade de Nova Lima, passando pelas áreas verdes do nosso Buritis".

            O teatro abordou a importância de todo animal para o meio ambiente, como o gambá, por exemplo, que come escorpiões.  Ensinou as crianças que, ao se depararem com algum deles, não devem tocar e muito menos matar. Mas, sim, chamar um adulto. Também ensinou a importância de reciclar materiais, como caixas de papelão. "Eu chamo toda esta ação, carinhosamente, de Ecologia Literária".

            Voltado para o público infantil, a ambientalista diz que o momento que mais lhe chamou a atenção foi quando,  durante uma brincadeira, uma cobra de papel se aproxima do gambá e o marsupial, assustado, pergunta se ela iria comê-lo? A cobra então responde que não, pois ele não se tratava de um rato.  "No dia a dia muitos gambás são mortos por serem confundidos com ratos e isso acaba por prejudicar a cadeia natural de alimentação".

             Em virtude das regras de distanciamento social, o Teatro de Sombra teve vagas limitadas. No entanto, um vídeo completo da atividade está sendo disponibilizado nas redes sociais da Biblioteca Palmeirinhas. "Vamos programar aos poucos outras apresentações, com direito à distribuição de livros com o apoio da biblioteca. Quem quiser agendar uma apresentação ou mesmo apoiar o projeto, basta entrar em contato pelo telefone 9 88430534".

 

O melhor jornal de bairro de Belo Horizonte.

CONTATO

(31) 2127-2428 / (31) 99128-6880
Av. Prof. Mário Werneck, 1360, Lj 401 F, 4º andar, Shopping Paragem, Bairro Buritis - BH/MG
CEP30455-610 E-mail contato@jornaldoburitis.com.br

       
© 2018 Jornal do Buritis. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por SITEFOX

(31) 99128-6880