Belo Horizonte, terça-feira, 19 DE fevereiro DE 2019
O melhor jornal de bairro de Belo Horizonte.

ANIMAIS DE BRUMADINHO GANHAM NOVA VIDA


           A tragédia do rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho,  deixou para trás não apenas um rastro de destruição e mortes humanas. A fauna, a flora e os animais domésticos que existiam no local também foram vitimados. Desde o primeiro dia de buscas, bombeiros e voluntários trabalharam intensamente também para o resgate de animais. E, para ajudar a manter a saúde destes bichos, o UniBH do Buritis teve um importante papel. Logo nos primeiros dias de resgate, alguns cães foram encaminhados para o Hospital Veterinário do campus, onde tiveram o melhor acolhimento possível.

            Por ser registrado junto ao Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRV-MG), o Hospital Veterinário do UniBH foi um dos contatados para receber os animais resgatados. A solicitação não só foi atendida prontamente, como todos os envolvidos, professores e alunos do Curso de Veterinária, ficaram emocionados ao ver que poderiam contribuir com algo para amenizar a dor da tragédia. "Além da nossa profissão, temos um amor incondicional pelos animais. Ficamos todos muito tocados com a situação. Que bom que nossa profissão nos proporcionou este momento", revela a médica veterinária, professora do UniBH, Bruna Câmara.

            De acordo com Bruna, já na noite de sábado, dia 26 de janeiro, começaram a chegar os primeiros cães ao Hospital Veterinário. De acordo com ela, os maiores problemas na saúde dos animais giravam em torno da desidratação, do acúmulo de carrapatos e pulgas e a desnutrição. "Felizmente, foram enfermidades fáceis de se tratar. O carinho talvez tenha sido o maior remédio. Após o susto, eles estão bem cuidados e felizes".

Ajuda da comunidade

            Não foi somente os professores e alunos que contribuíram para o bem-estar dos animais resgatados. Assim que souberam da ação do UniBH, muitos moradores quiseram ajudar e o fizeram através de doações. Foram sacos de ração, medicamentos, equipamentos hospitalares, como gases e injeções, produtos de higienização, toalhas, soros. "Foi emocionante ver o tanto de gente que queria ajudar. O telefone não parava de tocar. Até ex-alunos, já formados, ofereceram apoio. Conseguimos comida e medicamentos suficientes para atender a demanda", diz a médica veterinária.

Para onde vão

            O trabalho de acolhimento dos animais foi feito pelo CRVM-MG em parceria com a Associação Nacional de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais (Anclivepa Minas). Eles fizeram um registro de todos os bichos que eram encontrados e para qual hospital veterinário estavam sendo encaminhados. Eles foram catalogados com uma numeração e o local onde foram encontrados. Bruna Câmara diz que o objetivo é encontrar algum dono destes animais, ou mesmo um adotante próximo ao local onde foram encontrados. "Esses animais já foram bastante abalados, o desejo é que eles sofram o menos possível ao retomarem suas vidas. Se, não for possível, eles devem ser levados para abrigos provisórios de ONGs, que tentarão encontrar um novo lar para eles".

O melhor jornal de bairro de Belo Horizonte.

CONTATO

(31) 2127-2428 / (31) 99128-6880
Av. Prof. Mário Werneck, 1360, Loja 401 F, 4º andar, Bairro Buritis - BH/MG, CEP 30.455-610
contato@jornaldoburitis.com.br

       
© 2018 Jornal do Buritis. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por SITEFOX