› Home  › Notícias  › Notícia

Pets também namoram pela Internet

           Quem pensa que sites de relacionamentos existem apenas para seres-humanos está muito enganado. Cães e gatos também já podem buscar por um parceiro na Internet. Os sites para encontros de pets estão fazendo o maior sucesso!

            A dificuldade em achar uma parceira para o Bolotinha, macho da raça Pequinês, estimulou a empresária Liliane Acorroni, moradora do Buritis, a buscar um site de relacionamentos para animais de estimação. Apesar de não ter gerado filhotes, o seu cãozinho teve a felicidade de conhecer uma namoradinha. "Fui encontrar uma fêmea na cidade de Contagem. Foi o maior barato. Eu nem sabia que existia algo deste tipo. Pesquisei por curiosidade, encontrei e achei muito inteligente".

            Liliane diz que o trabalho realizado pelo site que escolheu foi muito bem feito. Segundo ela, um profissional foi até a sua casa para tirar fotos do Bolotinha. As melhores foram postadas no site. "Já faz um tempo que procurei o serviço. Na época teve todo este trabalho. Hoje acredito que os próprios donos já postam as fotos dos seus animais".

            Ainda de acordo com a empresária, apesar de o relacionamento não ter gerado filhotes, o serviço oferecido pelo site de relacionamento de animais de estimação é muito válido. "Traz uma comodidade enorme para os donos. É muito difícil encontramos determinadas raças. Com o site, encurtamos distâncias".

            O engenheiro Gustavo Bobrow é o criador da página CruzaPet, um "Tinder" (aplicativo de paquera) para bichos, que já atraiu até donos de jabutis interessados em multiplicar a espécie. Ao notar a dificuldade em encontrar cachorros da mesma raça para cruzar, recorreu à internet. Sem resultado, quis arriscar e oferecer o serviço que buscava. “A gente procurava, sempre perguntava no veterinário, parava na rua quando via um cachorro em potencial. Achei que teria um site para tentar cruzar cachorros na internet. E não tinha", recorda.

            Antes de lançar o CruzaPet, Gustavo criou uma página em que anunciava a futura oferta do serviço. Os interessados deixavam o contato para receber informações posteriormente. Também pagou por um espaço na busca do Google para atrair internautas que procurassem sobre o assunto. Em um mês, gerou uma lista com 300 animais.             A página já contabilizou cerca de 18 mil conversas entre os mais de seis mil bichos cadastrados.

            O engenheiro afirma que sofreu algumas críticas logo que o site começou a funcionar. "Me chamaram de irresponsável por estimular o cruzamento de animais. Acharam que eu estava estimulando o cruzamento para vender. Não é nada disso", garantiu.

 
 

Rua Cristiano Moreira Sales, 150, Sala 810, Bairro Estoril - Belo Horizonte - Minas Gerais. CEP: 30.494-360. Telefones: (31) 2127-2428 / (31) 99128-6880