› Home  › Notícias  › Notícia

EDITORIAL DE OUTUBRO 2011

PENSANDO NO FUTURO
 
Quando iniciou a sua gestão, em 2009, o prefeito Marcio Lacerda começou a administrar a cidade pensando não somente no presente, mas também no futuro. Logo no início do governo, deu a largada para as discussões sobre o Planejamento Estratégico de longo prazo para a cidade. O trabalho foi muito consistente e acabou produzindo um documento intitulado “A Belo Horizonte que queremos para 2030”.

No ano passado, o planejamento foi ainda mais aprofundado e a prefeitura estabeleceu 25 indicadores que, se forem alcançados, levará a nossa Belo Horizonte a ter uma qualidade de vida comparável às melhores cidades do mundo. Para quem ainda não conhece, o documento está disponível na internet no site da prefeitura – www.pbh.gov.br

Já neste ano, Marcio Lacerda deu mais um passo para planejar com mais detalhes o futuro da cidade. Ele criou o projeto chamado Gestão Compartilhada, cujo objetivo principal é elaborar o Planejamento Participativo Regionalizado. O projeto dividiu as nove regiões da cidade em 40 sub-regiões e cada uma delas está discutindo o que é melhor para o seu futuro.

As reuniões estão acontecendo desde o mês de junho e não estão contando apenas com lideranças de entidades. A prefeitura fez um chamado também às pessoas que geralmente são formadoras de opinião em seus respectivos bairros. O comerciante, a diretora da escola, o gerente do centro de saúde, enfim, pessoas que vivem a realidade dos bairros e convivem com os seus moradores.
E mais uma vez a população de Belo Horizonte está demonstrando que é participativa e propositiva. Em cada reunião, há uma média de 500 pessoas. Neste processo as pessoas estão fazendo o exercício de pensar como querem os seus bairros e qual o melhor caminho para alcançar os objetivos em um médio e longo prazos. As discussões vão acontecer nas nove regiões da cidade até o mês de março, quando vai ser realizado o Fórum da Cidade, momento em que serão consolidadas as propostas.

Em todos os sentidos é muito positivo este processo. Planejamento sempre foi uma palavra muito citada na gestão pública, mas pouco utilizada na prática. Hoje, boa parte dos nossos problemas foi fruto da total ausência de planejamento, de enxergar um pouquinho mais à frente. Dois exemplos disso estão aqui mesmo no Buritis. O acelerado adensamento populacional e as dificuldades que enfrentamos em nosso trânsito. O mais importante de tudo isso é que hoje temos a certeza de que algo está sendo feito para preservar e até mesmo melhorar aquele que é um dos principais patrimônios do ser humano, que é uma boa qualidade de vida. 

 
 

Rua Cristiano Moreira Sales, 150, Sala 810, Bairro Estoril - Belo Horizonte - Minas Gerais. CEP: 30.494-360. Telefones: (31) 2127-2428 / (31) 99128-6880