› Home  › Notícias  › Notícia

Parque Aggeo Pio Sobrinho é adotado

 

Parque Aggeo é adotado
 
Como medida compensatória para construção no bairro, MRV Engenharia adota parque Aggeo Pio Sobrinho com o compromisso de conservação do espaço de lazer, recreação e esporte
 
O Parque Aggeo Pio Sobrinho é sem dúvida o principal espaço de lazer, recreação e esportes do bairro e uma das reservas naturais mais importantes de Belo Horizonte. Implantado em 1996, por meio do Programa Parque Preservado, o espaço teve sua área originada do processo de parcelamento do solo que criou o Buritis. 
 
Mas há bastante tempo, o parque estava à busca de um parceiro que o adotasse para implantar melhorias e a conservar esses bens naturais. E foi pensando nisso que no mês de março a MRV Engenharia adotou o parque e a partir de agora será responsável pela manutenção geral do espaço como jardinagem, limpeza e conservação dos brinquedos.
 
Ao todo, o Parque Aggeo tem quase 600 mil metros quadrados de espaço verde, de grande importância ecológica e beleza cênica, e integra parte do maciço da Serra do Curral. A vegetação nativa, correspondente a cerca de 95% do parque, é caracterizada por mata de galeria, cerrado e campo cerrado. Estes fatores fazem com que o espaço seja extremamente relevante para a conservação da biodiversidade, constituindo o segundo maior parque municipal da cidade.
 
Ele apresenta-se na forma de um vale, com três nascentes que formam o córrego Ponte Queimada, afluente do córrego Cercadinho, pertencente à bacia do Ribeirão Arrudas. A cobertura vegetal é composta por espécies arbóreas como embaúba, pau-d’óleo, cedro, sangra d’água, ingá, jatobás, vinhático e jerivá.
 
A fauna apresenta aves como seriema, pomba-trocal, juriti, sanhaço frade, alma de gato, tesourinha, gavião-carrapateiro, sabiá, capacetinho de veludo e mamíferos como quati, tatu, mico-estrela, gambá, esquilo-caxinguelê, preá e ouriço-cacheiro. Como opções de lazer, além do contato com a natureza, o parque oferece brinquedos, quadra poliesportiva, pista de caminhada, trilha ecológica e área de convivência.
 
A adoção do parque, feita através da assinatura de um termo de convênio, assinado em 15 de março, foi uma medida compensatória do Empreendimento ECO VITTA. Segundo a Fundação de Parques Municipais (FPM), as responsabilidades da MRV serão a conservação e manutenção  de 18.850m² da área do  Parque que compreendem as áreas ajardinadas, áreas esportivas, recreativas e de apoio, além de todos os equipamentos existentes no espaço. “Cabe ao adotante executar a conservação e manutenção. Toda e qualquer modificação estrutural relativa às áreas ajardinadas ou aos equipamentos devem ser comunicados. A empresa deve zelar pela conservação dos recursos naturais existentes na área e comunicar à Fundação, por escrito, qualquer eventual perturbação na área sob os cuidados do adotante que demandem providências da Fundação para o restabelecimento da normalidade”, detalha Edanise Reis, bióloga e chefe da Divisão de manejo Ambiental da Fundação de Parques Municipais.
Na prática, nenhuma grande reforma será feita no parque, pelo menos por enquanto. Durante os dois anos de contrato da adoção, período que foi acordado com a FPM, o investimento da MRV se concentra na manutenção. “Estamos presentes na região desde o início da urbanização do bairro, nos anos 90, e desde então não paramos de investir no Buritis. Além disso, o Parque Aggeo Pio Sobrinho tem uma importância grande tanto como espaço de contato com a natureza quanto como opção de lazer para toda a região Oeste de Belo Horizonte. Nossa função será garantir que este espaço funcione bem e esteja sempre bem cuidado”, explica Tânia Maria Costa Vieira, coordenadora regional de Desenvolvimento Imobiliário da MRV Engenharia. Os valores que serão investidos e destinados ao Parque não foram divulgados.
MORADORES QUEREM MAIS
O Buritis é um dos bairros com maior número de crianças de Belo Horizonte. Por isso, apesar de estarem satisfeitos com o espaço do Parque Aggeo e contentes com o propósito da MRV Engenharia, moradores sonham com um parque ainda mais atrativo, principalmente para as crianças.
Para a professora Jane D’Arc, que frenquenta o parque com sua sobrinha, esta seria a única coisa a ser feita para ele ficar perfeito. “Como espaço natural, para prática de esportes, para arejar a cabeça, é perfeito. Mas para minha sobrinha, por exemplo, não é tão atrativo. Acho que o espaço do parque deveria ser melhor aproveitado, como com a instalação de mais brinquedos”, opina.
Mas para ela, a adoção já teve frutos positivos. “Estou encantada com a limpeza e conservação do parque. Grama cortada, plantas muito bem cuidadas e nenhum pedaço de lixo jogado no chão. Aqui se tornou realmente um ambiente muito agradável, um ótimo espaço para curtir com a família”, destaca a professora.
 
 

Rua Cristiano Moreira Sales, 150, Sala 810, Bairro Estoril - Belo Horizonte - Minas Gerais. CEP: 30.494-360. Telefones: (31) 2127-2428 / (31) 99128-6880