› Home  › Notícias  › Notícia

EDITORIAL DE FEVEREIRO 2011 - Chega de Carnificina

CHEGA DE CARNIFICINA 

Belo Horizonte está prestes a receber este ano uma obra que já é reivindicada pelo município há muitos anos. Estamos falando da revitalização do Anel Rodoviário. Em dezembro passado, após reunião com o prefeito Marcio Lacerda, o Ministério dos Transportes divulgou um cronograma que prevê que as obras começam em setembro deste ano.

Uma boa notícia, sem dúvida alguma. Mas fica uma pergunta: Mas e até setembro? O Anel, que ao ser construído no início da década de setenta era apenas rodoviário e que ao longo dos últimos anos foi se transformando em uma verdadeira via urbana com intenso tráfego de veículos, vai continuar sendo palco para tragédias que vitimam todos os anos dezenas de pessoas?

O acidente ocorrido no dia 28 de janeiro passado, quando um inexperiente motorista de 24 anos dirigia uma carreta a 115 quilômetros por hora e que provocou a morte de cinco pessoas, é um fato que definitivamente não pode continuar se repetindo de forma impune. As obras de revitalização do Anel são necessárias, mas existem algumas medidas que podem ser tomadas desde já para evitar a perda de vidas.

Mesmo não tendo responsabilidade direta na administração do Anel, foi muito oportuna e decisiva a ação do prefeito Marcio Lacerda ao convocar todos os órgãos envolvidos na questão para tomar atitudes. E algumas ações já estão sendo executadas. O próprio Dnit já se comprometeu em ampliar o número de radares no Anel, via que é utilizada diariamente por mais de 100 mil veículos, muitos deles aqui do nosso Buritis.

Outra medida importante foi a redução do limite de velocidade de caminhões de 70 para 60 quilômetros por hora. Uma proposta que também deveria ser acatada é a restrição da circulação dos caminhões nos horários de pico, mas o Dnit resiste à idéia. A medida foi adotada pela prefeitura na Avenida Nossa Senhora do Carmo em 25 de janeiro do ano passado. E passados 13 meses nenhum acidente de maior proporção, que era comum na via, voltou a acontecer.

A Confederação Nacional dos Transportes também já iniciou campanha de conscientização dos motoristas que trafegam pelo local. Sem a adesão deles nada vai adiantar. É necessário ter responsabilidade e noção do perigo ao trafegar pelo anel, principalmente no comando de um caminhão pesado que pode causar acidentes de grandes proporções e com vítimas. 

Enfim, é importante ver que todos os órgãos estão se movimentando e tomando atitudes para frear essa carnificina que acontece com freqüência em nosso Anel Rodoviário. E vamos torcer e cobrar destas mesmas autoridades que as obras de revitalização sejam realmente iniciadas conforme o cronograma prometido. Esperamos ansiosamente pela chegada de setembro.

 
 

Rua Cristiano Moreira Sales, 150, Sala 810, Bairro Estoril - Belo Horizonte - Minas Gerais. CEP: 30.494-360. Telefones: (31) 2127-2428 / (31) 99128-6880