› Home  › Notícias  › Notícia

Clube de compra online chega ao Buritis

Clube de Compra online chega ao Buritis


Febre nacional, moradores e empresários do bairro aderem aos clubes de compras que oferecem produtos por preço mais acessível e comodidade para internautas.


As ofertas dos clubes online de compra coletiva e de desconto têm caído no gosto popular e estão a cada dia com mais pessoas cadastradas. Praticamente iniciada neste ano no Brasil, esse tipo de venda atrai pelos descontos e preços reduzidos e a comodidade das compras que podem ser feitas sem ter de sair de casa. Mesmo iniciada recentemente, os sites de compra coletiva e dos clubes de compra privados na internet, juntos, já superaram a marca dos 7 milhões de usuários no Brasil.


Segundo a e-bit (empresa que realiza pesquisas sobre hábitos e tendências de e-commerce no Brasil), em 2009 havia três clubes de compra no país. Já neste ano, esse número já passa de 50. Ou seja, é 16,6 vezes maior. Outro dado importante é que, de acordo com pesquisa Ibope Nielsen Online, divulgada no último dia 10 de novembro, os 18 principais sites de compras coletivas tiveram um crescimento de aproximadamente 32% em outubro, se comparado a setembro, quando tinham recebido a visita de 5,6 milhões de internautas.


Os clubes de compras coletivos enviam a seus membros e-mails diários com ofertas de produtos e serviços com descontos. Os descontos são ativados apenas quando um número mínimo de pessoas adere à oferta. Já os clubes de desconto oferecem produtos com preço baixo, mas não costumam limitar o número de compradores. Para se tornar sócio, basta fazer um cadastro simples para poder receber via e-mail as ofertas.


No Buritis, as ofertas de compra online também seguem  essa tendência nacional e já há centenas de consumidores cadastrados. Um exemplo disso é o do morador da rua Henrique Furtado Portugal, Clauz Jardim. Há cerca de dois meses cadastrado no site “Peixe Urbano”, que oferece produtos de todos os tipos e em diversas localidades do país, o morador encontrou uma oferta que lhe interessou perto de casa. “Achei muito legal na hora em que recebi uma oferta da Rede Açaí.Com, que fica aqui no bairro. Eu já era cliente e fiz questão de comprar a oferta com 50% de desconto”, conta.


De acordo com o morador, após ver propagandas sobre essa modalidade do clube de compras a intenção foi exatamente procurar algum site que oferecesse produtos em BH, para que pudesse aproveitar. “É a oportunidade de comprar produtos por um preço bem mais acessível. Às vezes você nem precisa do produto, mas acaba consumindo pelo valor ser bem menor que o preço normal. Acho, inclusive, que o sistema deveria ser adotado por mais empresas do bairro. Moro aqui há sete anos e até hoje tem muitos locais que nunca entrei por falta de um atrativo como este”, destaca.


Para os consumidores, as ofertas são mesmo um grande atrativo para poder fazer parte desta rede. Mas para os empresários, qual a vantagem de colocar um produto com 50% de desconto e ainda ter que pagar para estes sites metade do que faturam com as vendas? Para o empresário Ricardo Pena, sócio-proprietário da Rede Açai.Com, que fica na avenida José Rodrigues Pereira, em termos de custo/benefício, esta é uma das publicidades mais em conta.


“Vendemos 1197 fichas em 24h no site Peixe Urbano. Nessa oferta específica, o produto vendido foi abaixo do preço de custo, o que nos deu prejuízo. Mas é um investimento em publicidade, é um custo baixo se comparado ao retorno. Nós vendíamos antes em média 160 cremes de açaí por dia, passamos a vender 300. Nesta média, apenas 20 são de fichas do Peixe Urbano, sinal que quem comprou fichas no site ainda trouxe um amigo para experimentar. Ou seja, com essa promoção atingimos um público direto e indireto desses clubes de compras”, ressalta.


Cuidados


Sobre a sugestão do morador que acredita que o bairro deveria ter mais opções de ofertas, Ricardo também concorda, mas acredita que isso deve ser feito com planejamento. “Quando entrei como cliente no site, havia mais de 130 mil usuários. Então a oferta é oferecida para muita gente. Por isso, o empresário que tiver o interesse em entrar nesse sistema de vendas deve estar preparado para conseguir atender a demanda”, opina.


E este é exatamente o maior risco que um consumidor enfrenta. É comum, segundo o Procon, faltar mercadoria no estoque e o consumidor não conseguir receber o que comprou ou encomendou no prazo, devido ao congestionamento logístico, seja dos Correios ou de empresas de entregas.


Outro cuidado que o consumidor deve ter é o de não ceder a impulsos consumistas. Muitas vezes esses sites de compras coletivas e de desconto despertam no consumidor, com ofertas muito atraentes, o desejo de compra de produtos ou serviços que eles não vão utilizar ou que não precisam. É preciso avaliar a necessidade e programar as compras, além de resistir a tanta propaganda.

 

 
 

Rua Cristiano Moreira Sales, 150, Sala 810, Bairro Estoril - Belo Horizonte - Minas Gerais. CEP: 30.494-360. Telefones: (31) 2127-2428 / (31) 99128-6880