› Home  › Notícias  › Notícia

O fim do fiador

O fim do fiador

Projeto piloto implantado em São Paulo e Goiás promete facilitar locações sem a necessidade de fiadores e outras modalidades de segurança

A Caixa Econômica Federal lançou no último dia 20 de dezembro o projeto piloto do Cartão Aluguel, com o objetivo de oferecer uma alternativa na locação de imóveis residenciais. O projeto foi implantado primeiro em quatro imobiliárias de Goiás e de São Paulo, mas a previsão é que o cartão esteja disponível em todo o Brasil em fevereiro.

O consumidor poderá adquirir o cartão nas agências da Caixa e nas imobiliárias credenciadas. A renda mínima solicitada é de RS 1.000. O produto, que será oferecido nas bandeiras Visa e Mastercard, terá dois limites. Um deles é o rotativo, como no cartão de crédito tradicional, onde o consumidor poderá fazer compras em estabelecimentos comerciais do país e do exterior. A anuidade do cartão para esse tipo de serviço é de 12 parcelas de R$ 8 e os juros por atrasos de pagamentos são os mesmos dos cartões de crédito do mercado.

Já o outro limite é o do aluguel. A partir do momento da ativação desse limite será cobrada uma taxa mensal de manutenção de 6,67% ao mês da parcela do aluguel a ser paga, como se fosse o seguro-fiança. Os juros que serão cobrados por inadimplência serão os mesmos previstos em contrato da imobiliária. A responsabilidade da cobrança passa a ser toda da Caixa. E não é só questão da garantia do recebimento pela imobiliária de aluguel não pago de até 12 meses, mas o cartão servirá para facilitar o pagamento do aluguel para o consumidor.

No bairro a novidade ainda gera um pouco de desconfiança com relação ao que acontece depois dos 12 meses de contrato. “A dúvida maior fica em torno do que acontece depois do fim do contrato com a Caixa de 12 meses, que o banco faz o compromisso de pagar, caso haja inadimplência do locatário. Vamos supor que o locatário tenha mais 20 meses de contrato, quem vai garantir o pagamento desses meses? O cartão pode ser um bom produto, mas depende das garantias após os 12 meses”, explica o gerente de locação da VPR Imóveis, Maurício André.

Para o Diretor Administrativo da VPR Imóveis, Frederico Padovani, pelo fato de ser ainda um projeto piloto, tem que esperar para ver o resultado, se dará certo ou não. “O fato de ele estar sendo testado em São Paulo é muito importante, porque é lá onde o setor é mais forte e exigente. Caso dê certo lá, com certeza estará pronto para ser implantado em todo o país. Ele ainda não está trazendo a segurança, mas acredito que com algumas adequações que devem acontecer, ele esteja pronto para se tornar uma grande ferramenta para o processo de locação”, opina.

E a expectativa é realmente muito positiva caso o projeto vingue. De acordo com Maurício André, além de diminuir a burocracia, o Cartão Aluguel deve fomentar o setor. “Se o projeto conseguir provar sua eficácia, a tendência é de uma melhoria ainda maior no setor. É bom para o mercado, vai fomentar o aluguel, vai ajudar a todos, locador, locatário, além de diminuir muito a burocracia. Vai atrair também mais investidores, que verão mais segurança e facilidade para locar seus imóveis com garantia. Hoje aceitamos fiadores de toda Minas Gerais para facilitar, mesmo assim para muitos que buscam alugar um imóvel é muito difícil. E as outras modalidades de segurança são mais caras que o Cartão Aluguel”, ressalta o gerente de locação.

Hoje, as modalidades utilizadas para garantir a locação são o fiador (a principal delas), o depósito caução e o seguro-fiança, que vem ganhando espaço no mercado de locação, mas ainda esbarra no valor alto. A despesa extra nesta modalidade em um ano pode ultrapassar o valor do aluguel de um mês, dependendo da cobertura contratada, que pode englobar também danos ao imóvel e pintura. Há inquilinos que não conseguem encontrar um fiador e locadores que não consideram o depósito caução vantajoso porque cobre apenas três meses de atraso no pagamento do aluguel.

“Estamos acompanhando, esperando o resultado do projeto piloto. Mas se tudo der certo, a gente vai colocar sim o sistema aqui, até mesmo porque já tem pessoas procurando, mostrando interesse pelo Cartão Aluguel”, conclui Frederico Padovani.

 

 
 

Rua Cristiano Moreira Sales, 150, Sala 810, Bairro Estoril - Belo Horizonte - Minas Gerais. CEP: 30.494-360. Telefones: (31) 2127-2428 / (31) 99128-6880