› Home  › Notícias  › Notícia

Novo Canteiro de Obras

Novo canteiro de obras

Construtoras investem pesado em área denominada como “Buritis 2”, com apartamentos mais luxuosos, espaçosos, além de condomínios com área de lazer completa. Expectativa é de dois mil novos apartamentos em quatro anos na extensão do bairro


Com a nova Lei de Parcelamento, Uso e Ocupação do Solo, em vigor desde o meio do ano, a expectativa dos moradores do bairro era que a partir de agora não fossem construídos mais os espigões imobiliários. Porém, já prevendo que o bairro mudaria de Zona de Adensamento Preferencial para Zona de Adensamento Restrita, com a diminuição no aproveitamento por lotes vagos em 41%, os donos das grandes construtoras correram para comprar lotes e aprovar seus projetos, com a intenção de garantir novas obras com prédios maiores.


O resultado disso, segundo estimativa da Prefeitura de Belo Horizonte, é que nos próximos quatro anos sejam erguidos dois mil novos apartamentos no bairro, na área intitulada de “Buritis 2”, na saída para o bairro Palmeiras pela avenida Prof. Mário Werneck, a partir da avenida Cristovam Chiaradia.


A diferença principal entre os dois lados do Buritis está no tamanho dos empreendimentos. Enquanto no bairro os terrenos não chegam a mil metros quadrados, na outra parte do Buritis será possível construir em uma área até dez vezes maior.


Uma das construtoras que resolveu investir pesado no “Buritis 2” é a Recapp Engenharia. A empresa pretende construir nove prédios em ruas da região, o que vai resultar em 450 novos apartamentos. A ideia do proprietário, Renato Cândido de Rezende, é investir em imóveis que tragam mais conforto, segurança, lazer e comodidade para os novos moradores.


“Diferentemente da outra área, o ‘Buritis 2’ é uma região com terrenos enormes, dando a capacidade de construirmos empreendimentos maiores, com torres mais altas, deixando o ambiente mais arejado e confortável, além de mais privacidade e as áreas de lazer completas, aposta de todas as grandes construtoras. Estamos apostando na qualidade de vida e em apartamentos mais luxuosos, porque o público está querendo isso”, explica. 

 
Como o proprietário da Recapp disse, a visão do sucesso da nova área habitada não é exclusividade dela. Praticamente todas as grandes construtoras investiram pesado comprando lotes na nova área. A Habitare, por exemplo, já projetou quatro empreendimentos, que reúnem 300 apartamentos, para a área em expansão, entre eles um condomínio fechado com três torres, cada uma com sua área de lazer. O conjunto de prédio de três e quatro quartos será construído em um terreno de 8 mil metros quadrados na rua Rubens Caporali Ribeiro, principal via da nova área, e está previsto para ficar pronto em 2012.


Mas o grande atrativo mesmo deste novo canteiro de obras do bairro é a valorização prevista para a área. Seguindo a linha de apartamentos que está chegando ao alto luxo —característica de praticamente todas as obras das construtoras no local—, excelente localização, previsão de novos acessos, além do preço do metro quadrado ser bem inferior ao do “Buritis 1”, a procura pelos novos imóveis está cada vez maior.

“O metro quadrado na parte nova do bairro é de R$3 mil a R$3,5 mil. Na parte antiga do bairro, R$6 mil. Um apartamento de 115 metros quadrados, por exemplo, vale o mesmo que o um apartamento na parte baixa do bairro de 80 a 85 metros quadrados. Além do espaço mais amplo, há ainda uma série de outras vantagens, como um apartamento mais luxuoso, espaçoso e tranquilo”, lembra o corretor de imóveis da Habitare, Marcos Caetano.


PROMESSA DE COMÉRCIO DIVERSIFICADO E TRÂNSITO COM INFRAESTRUTURA


A expectativa e aposta das construtoras é tão grande, que tem chamado a atenção não só de investidores e novos moradores, mas também de empresários. “A Habitare construiu um imóvel comercial na rua Rubens Caporali Ribeiro com dez lojas, que foram todas vendidas em uma semana. Há construtoras que construíram, mas a certeza é tão grande do sucesso e valorização, que nem puseram os imóveis à venda. A expectativa é de que com o crescimento desta extensão do bairro, o setor de serviços também cresça muito no local”, aposta o corretor de imóveis Janderson Penevides.


Renato Cândido de Rezende também é outro que vê no local um grande potencial para pontos de comércio. Em todas as construções da Recapp Engenharia no local há também pontos comerciais. “Juntando todas as edificações são 86 lojas. Nossa aposta lá para o comércio é porque temos a certeza que será uma área atrativa neste setor também. Serão pelo menos 2 mil novos apartamentos e com isso há a necessidade também de comércio no local. No Buritis há duas vertentes de comércio e apostamos que lá, pela área ser plana e outros fatores, se torne a terceira vertente comercial do bairro”.


Mas uma preocupação a ser levada em conta é a infraestrutura do local, principalmente no que diz respeito ao trânsito, porque a previsão é de 2 mil novos veículos pelas ruas do bairro em quatro anos. Mas segundo o proprietário da Recapp, as ruas são mais largas e há investimento nas vias de acesso nesta nova área. “No projeto de reforma e modernização do Anel Rodoviário está incluída uma alça de ligação direta com a rua Rubens Caporali Ribeiro dando acesso de chegada e saída ao Anel Rodoviário. Outra boa opção que vai ajudar inclusive a desafogar o trânsito da Mário Werneck é a ligação da rua Henrique Badaró Portugal com a avenida Tereza Cristina. O local já está sendo pavimentado para receber esta obra”, afirma o empresário que acredita numa valorização geral do bairro. “Acredito que todo o bairro vai ganhar com isso. O local é estruturado e preparado para receber esses novos empreendimentos”.

 

 
 

Rua Cristiano Moreira Sales, 150, Sala 810, Bairro Estoril - Belo Horizonte - Minas Gerais. CEP: 30.494-360. Telefones: (31) 2127-2428 / (31) 99128-6880