› Home  › Notícias  › Notícia

Buritis também optou pelo segundo turno

 

Eleições: bairro também
optou pelo segundo turno
Quase 6 mil do total de 6.401 eleitores do Buritis foram às urnas nas 14 seções eleitorais do bairro no dia 3 de outubro para escolher os nossos representantes. Desses, foram 5.154 votos válidos, sendo o restante, votos brancos e nulos.
Alguns dos resultados já eram esperados através do que vinham mostrando as pesquisas eleitorais. Seguindo uma tendência que se espalhou por toda Minas Gerais, o governador Antonio Anastasia (PSDB) se reelegeu ainda no primeiro turno com uma larga vantagem sobre o segundo candidato, Hélio Costa (PMDB), tendo a grande maioria dos votos também aqui no Buritis.
O ex-governador Aécio Neves (PSDB) foi outro exemplo. Durante toda a campanha despontou como franco favorito a uma das vagas no Senado Federal e confirmou nas urnas do bairro o favoritismo, tendo aqui mais votos até mesmo que o governador reeleito. O segundo Senador eleito, Itamar Franco (PPS), ficou com uma pequena margem para o terceiro colocado, o ex-prefeito de BH Fernando Pimentel (PT).
Para deputados Estadual e Federal, o bairro mostrou também estar em sintonia com Minas. Os quatro melhores colocados no Buritis nos dois cargos foram eleitos, o que é importante, já que nossos representantes majoritários estarão na Assembleia e na Câmara Federal.
A única surpresa no bairro, assim como em todo país, foi a eleição presidencial. Contrariando as pesquisas que davam como certa a vitória de Dilma Rousseff (PT) em primeiro turno, o Buritis mostrou que queria um segundo turno, ao deixar de votar em Dilma, transferindo seus votos para Marina Silva (PV). As eleições para o cargo mais importante do país será decidida no dia 31 de outubro, quando os eleitores, enfim, vão escolher entre a continuidade proposta pelo PT, ou pela mudança proposta pelo PSDB. Confira os mais votados do Buritis:
PRESIDENTE:
José Serra: 2152 votos
Marina Silva: 2060 votos
Dilma Rousseff: 942 votos
 
GOVERNADOR:
Antonio Anastasia: 4211 votos
Hélio Costa: 578 votos
 
SENADOR:
Aécio Neves: 4448 votos
Itamar Franco: 2324 votos
Fernando Pimentel: 2186 votos
 
DEPUTADO ESTADUAL:
Délio Malheiros: 341 votos
João Leite: 303 votos
Fred Costa: 301 votos
Marques: 197 votos
 
DEPUTADO FEDERAL:
Jô Moraes: 233 votos
Antônio Roberto: 231 votos
Eduardo Azeredo: 192 votos
Eros Biondini: 185 votos

 

Alunos do Promove Plus dão exemplo de cidadania
A cada eleição que se passa é notório que o povo brasileiro está cada vez mais adaptado com a democracia. E a grande responsável por esta mudança é a conscientização da nova geração de eleitores que estão sendo formados no país, tendo a escola um papel fundamental nisso. Enquanto os eleitores do passado eram acostumados aos vários tipos de “voto de cabresto”, hoje os jovens cidadãos são instruídos e incentivados a pesquisar bem os candidatos, as propostas e o passado deles. 
Foi com este pensamento que o Colégio Promove Plus desenvolveu durante o mês de setembro com os alunos de todas as séries um trabalho completo sobre as eleições 2010. “Foram vários trabalhos, cada turma desenvolvendo uma temática dentro das eleições. Alguns fizeram um estudo sobre a Lei da Ficha Limpa, o porquê da necessidade deste projeto; outros estudaram os principais partidos, levando sua história e ideologia; outros levantaram as histórias das eleições, ou seja, dentro de cada disciplina, os alunos tiveram lições valiosas de cidadania”, explica a coordenadora do Promove Plus, Elvira Guedes.
O resultado deste trabalho foi apresentado em uma exposição do Colégio, com a participação de todos os alunos, onde um grupo mostrou o resultado de seu trabalho para o outro, interagindo e deixando todos por dentro do que acontece em nosso país. Após essa apresentação, no sábado dia 25 de setembro, os alunos foram para as ruas em uma caminhada para conscientizar os moradores sobre a importância do voto consciente e, ao mesmo tempo, mostrando a importância da juventude para o processo democrático das eleições.
 
Eleitor tem 60 dias para justificar ausência
O eleitor que não pôde votar no 1º turno das eleições, domingo, dia 3 de outubro, e nem justificar a sua ausência em algum local de votação tem 60 dias para apresentar a justificativa à Justiça Eleitoral.
A justificativa deverá ser entregue na zona eleitoral onde o eleitor está inscrito ou enviado pelo correio e deve estar devidamente preenchida – com nome, data de nascimento, filiação, número do título, endereço atual e o motivo da ausência à votação, cabendo ainda ao eleitor, apresentar cópia de documento que comprove sua identidade.
Se o requerimento for entregue com dados incorretos ou que não permitam a identificação do eleitor, não será considerado válido.
O eleitor que não justificar a ausência dentro do prazo estabelecido fica impedido de tirar passaporte ou carteira de identidade, receber vencimentos (se for servidor público), participar de concurso público e renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo. O eleitor que não votar no segundo turno, em 31 de outubro, deverá apresentar outra justificativa.
 
 

Rua Cristiano Moreira Sales, 150, Sala 810, Bairro Estoril - Belo Horizonte - Minas Gerais. CEP: 30.494-360. Telefones: (31) 2127-2428 / (31) 99128-6880