› Home  › Notícias  › Notícia

Música e educação unidas pelo meio ambiente

 

Música e educação unidas pelo Meio Ambiente

Bola de Gude Educação Infantil e músico do bairro promovem ação para conscientizar crianças da importância da preservação dos recursos naturais

 No dia 5 de junho o mundo celebrou o Dia do Meio Ambiente. O assunto que está em evidência pelos quatro cantos do planeta, também tem chamado a atenção de instituições do bairro. Além do Dia do Buritis, celebrado no próximo dia 12 de junho, ocasião em que diversas ações serão desenvolvidas sobre o tema, em uma parceria entre o Efigênia Vidigal / COC e Associação do Moradores do Buritis, diversas escolas do bairro também estão engajadas na conscientização de seus alunos.

 Um exemplo disso é a escola infantil Bola de Gude, onde várias estratégias pedagógicas são desenvolvidas para que, desde criança, os alunos comecem a despertar o interesse pelo tema. Pensando nisso, no último dia 27 de maio, a Escola recebeu o cantor e compositor do bairro, Oldair Costa, que sempre esteve ligado aos assuntos ambientais e fez uma pequena palestra para as crianças falando sobre reciclagem e distribuindo sementes de Pau-Brasil.

 Apesar de muito novos, os alunos da escola Bola de Gude mostraram conhecimento sobre a importância do tema, inclusive interagindo com o músico quando indagados sobre a reciclagem. Mostrando as capas de seus quatro CDs, todos feitos em papelão e um com garrafa Pet, Oldair conseguiu prender a atenção das crianças que se encantaram com os desenhos e artes feitas em produtos reciclados. No final da palestra, o músico ainda cantou uma canção de sua autoria, chamada “Pet”, onde conseguiu ainda mais ilustrar para as crianças a importância da preservação do meio ambiente.

 De acordo com o músico, a ideia de unir suas canções com ações sócio-ambientais surgiu no primeiro CD, Expresso Brasileiro, em 2005. “Sempre fui uma pessoa preocupada com o assunto. Onde morava tinha muito Pau-Brasil e pensei por que não fazer meu cartão de visita um pacotinho de sementes da árvore? Desde então vejo em meus shows, em minhas visitas, a oportunidade de tentar passar um pouco do que penso para as pessoas”, explica Oldair. 

 Na escola Bola de Gude, o assunto meio ambiente também é tratado com a máxima seriedade. De acordo com a diretora pedagógica, Maria Beatrix César Barrios, é feito semanalmente no local um planejamento de atividades relacionadas à Educação Ambiental. “O desafio das professoras é fazer com que as crianças, desde muito cedo, compreendam que tudo o que está ao nosso redor, faz parte do nosso meio e este deve ser usado com senso de preservação. Confeccionar fantoches, utilizar sucatas, não basta para mostrar como utilizar o lixo. É preciso conscientização da nossa interação com o meio em que vivemos. É preciso também promover mudanças de hábitos pessoais e abrir um espaço semanal de discussão sobre o meio ambiente para manter as crianças por dentro do que ocorre em nossa comunidade, em nosso planeta”, destaca.

 Ainda de acordo com Maria Beatrix, levar o tema para sala de aula com ações que estão ocorrendo no planeta também deve ser considerado. “Na semana de comemoração ao Meio Ambiente devemos provocar uma reflexão com toda a escola: Estamos promovendo realmente gestos que conduzirão a grandes mudanças? Estão sendo adotados com frequência por todos nós? Quais seriam eles? Onde poderiam ou onde devem ser melhor aplicados?”, indaga.

 Um bom começo, segundo a pedagoga, é verificar se os “3 erres” (Reduzir, Reutilizar e Reciclar) estão sendo adotados na escola. Outro ponto é definir com a coordenação, professores e alunos quem vai fazer o quê, com quem poderão contar. “É importante realmente agir, ao invés de somente conscientizar, principalmente em se tratando da faixa etária com a qual trabalhamos. A percepção ambiental dos alunos no meio em que vivem é fundamental. São eles que deverão observar e manter os ambientes da escola limpos, bem utilizados”, explica Maria Beatrix.

 Todos os anos são promovidos pela Bola de Gude ações dirigidas para alcançar tais objetivos. Ações simples, que fazem parte da rotina, mas que promovem mudanças, também são destacadas. “Há turmas que estão encarregadas de patrulhar a limpeza da escola, outras em manter a reciclagem. Em cada sala temos caixas pintadas com a cor da reciclagem e obtivemos, através de uma campanha, latões próprios de reciclagem. Coletamos sucatas e a partilhamos para as crianças compreenderem ‘os três erres’. Aliás, é bastante proveitoso, através da sucata, trabalhar alguns conteúdos da área de matemática”, afirma Maria Beatrix.

 Outra medida interessante é que todas as turmas utilizam a horta da Escola para o plantio de hortaliças e verduras que serão utilizados por eles mesmos. Há ainda várias árvores frutíferas, que são identificadas e classificadas pelas crianças, com frutos servindo para o lanche e para os sucos naturais dos alunos. “Como cidadãos e educadores devemos todos contribuir por uma educação melhor para todos. Assim, nossos alunos saberão se o Meio Ambiente, se o dia 5 de junho deve ser comemorado ou não e se eles são realmente agentes de contribuição e transformação da realidade. Esperamos que sim!”, conclui Maria Beatrix.

 
 

Rua Cristiano Moreira Sales, 150, Sala 810, Bairro Estoril - Belo Horizonte - Minas Gerais. CEP: 30.494-360. Telefones: (31) 2127-2428 / (31) 99128-6880