› Home  › Notícias  › Notícia

Alunos do Colégio Magnum no embalo da Copa do Mundo

Alunos do Magnum no

embalo da Copa do Mundo

Competição realizada às vésperas do mundial agita alunos do Colégio e lembra questões importantes da Copa que vão além do futebol

 

Aproveitando que no Brasil todos respiram futebol nesta época, o Colégio Magnum, no embalo da Copa do Mundo, promoveu no mês de maio mais uma edição da Minicopa, evento que acontece somente na véspera do mundial, de quatro em quatro anos, deixando os alunos, assim como todo brasileiro com a Copa, ansiosos para aproveitar cada segundo da competição.

 

Baseando-se nas seleções participantes da Copa do Mundo, cada turma do Colégio representou um país diferente durante o torneio, que além de futebol, contou com diversas outras modalidades, mas sempre fazendo alusão ao futebol e ao gol. “Justamente para ter a participação de todos os alunos, não fechamos este torneio apenas com o futsal, mas diversos outros esportes e brincadeiras que têm alguma ligação com gol ou bola. São partidas de handebol, torneio de embaixadinha, totó, futebol de prego, jogos de futebol em vídeo game, entre várias outras atividades”, explica a coordenadora de Educação Física do Colégio Magnum, Alessandra Pacheco Toledo Nunes.

 

Ao todo foram seis dias de Minicopa: três dias para os alunos do maternal à 5ª série do fundamental e mais três dias para os alunos da 6ª série do fundamental ao 3º ano do ensino médio. Além das modalidades esportivas e dos jogos, como se trata de uma instituição de ensino, o Magnum desenvolveu também diversas atividades pedagógicas com o tema. “Tivemos olimpíadas do conhecimento, jogos de perguntas e respostas, concurso da logomarca da Minicopa, gincanas, além dos alunos terem desenvolvido um estande de cada país que eles representaram, todos com participação na Copa do Mundo”, afirma Alessandra.

 

E durante os dias da Minicopa, a motivação dos alunos ficou evidente em cada gesto dentro do Colégio. Por todos os cantos havia alunos torcendo, apitando, buzinando, se divertindo, interagindo e participando, sempre com o espírito esportivo da competição, vibrando com cada vitória de sua seleção representada pelos colegas e apoiando também nas derrotas.

 

Mas como nem tudo gira em torno da brincadeira e da competição, Alessandra explica que, assim como a Copa do Mundo, onde diversos fatores entram em campo, como a socialização, o respeito, a diversidade cultural, e não somente 22 jogadores correndo atrás de uma bola, na Minicopa a intenção é semelhante e o resultado final vai muito além de levantar a taça de campeão.

 

“Com essa competição incentivamos o aluno à prática de atividades físicas, aproximação ainda maior entre professores e alunos, pais e escola, o esporte também tem a característica de socialização. Sem falar no respeito, não só as regras da Minicopa, mas as regras do Colégio, respeito às pessoas envolvidas na organização, respeito às diferenças, entre outros aspectos”, lembra Alessandra.

 

E para priorizar ainda mais o respeito ao próximo. outros aspetos da Copa do Mundo e do futebol foram introduzidos na competição. “Criamos algumas categorias de avaliação sobre o tema. Uma delas é a medalha de honra ao mérito, que vale ponto para as equipes, e tem como característica justamente o respeito ao próximo. Tem ainda o “fair play” (jogo limpo), que também vale pontos para as equipes. Ou seja, utilizamos de fatores motivacionais que contribuem para a formação não só educacional ou esportiva, mas que influencia na formação do caráter de cada um, usando como base motivacional a competição esportiva mais celebrada pelos brasileiros, que é a Copa do Mundo”, conclui Alessandra.

 

 
 

Rua Cristiano Moreira Sales, 150, Sala 810, Bairro Estoril - Belo Horizonte - Minas Gerais. CEP: 30.494-360. Telefones: (31) 2127-2428 / (31) 99128-6880