› Home  › Notícias  › Notícia

Dicas de Segurança Predial

 

Dicas de segurança predial

 

No mês passado, o JORNAL DO BURTIS trouxe uma série de dicas da PM para a comunidade sobre os cuidados para evitar arrombamentos e roubos de carros no bairro. Outro problema crítico no Buritis são os arrombamentos e roubos a residências. Por isso, neste mês, dando continuidade às dicas de cuidados que os moradores do bairro devem ter, o comandando da 126ª Cia, Major Claudiney, lembra as principais regras para evitar esse crime na sua residência. Confira o que diz o major:

 

Durante a ronda de rotina constatamos alguns pontos vulneráveis nas residências que podem ser alvo da ação de arrombadores e outros marginais. Para sua segurança e tranquilidade é necessário agir preventivamente, de forma que a ação do cidadão infrator seja dificultada ao máximo.

 

·        Acostume-se a trancar sempre portas e portões de acesso de sua casa, inclusive os portões da garagem. Evite deixá-los abertos, ainda que por poucos momentos. Os infratores se valem de nossos descuidos;

·        Janela de fácil acesso, não a deixe aberta ou com os vidros quebrados;

·        A fachada diante do imóvel deve estar sempre com as luzes acesas e bem iluminadas;

·        Não abrir a porta sem pedir identificação;

·        Não deixe objetos na área externa que atraem a atenção dos infratores;

·        A janela é propícia à visão de objetos de valor, o que atrai a atenção dos infratores;

·        Um jardim mal cuidado, transparece abandono;

·        Ao atender estranhos, mantenha os portões fechados e as pessoas do lado de fora;

·        As crianças devem ser orientadas a não abrirem a porta para estranhos e nem trazê-los para casa sem autorização;

·        Antes de sair de casa ou da garagem, observe se existem pessoas ou veículos suspeitos nas proximidades;

·        Ao contratar empregado, dê preferência aos que apresentarem referências idôneas e que possam ser confirmadas. Faça uma verificação de endereço antes de empregá-los. Em caso de dúvida, ligue para a Polícia Militar;

·        A noite mantenha um bom sistema de iluminação externa, isso desestimula o infrator, que deseja atuar na obscuridade;

·        As pessoas que fazem pesquisas ou que prestam outros tipos de serviços na comunidade devem estar com a credencial da firma ou empresa e também com a carteira de identidade;

·        As pessoas que prestam serviços em sua residência (pintor, pedreiros, bombeiros, etc.) devem ser cuidadosamente selecionadas;

·        Crie vínculo com os seus vizinhos e o hábito de verificarem se está tudo bem, através de contato telefônico;

·        Dificulte a ação dos infratores, se possível instale grades nas janelas, olho mágico e trancas nas portas;

·        Evite colocar cadeados do lado de fora do portão. Isso poderá denunciar a saída dos moradores;

·        Evite deixar a sua residência com aparência de vazia. Cortinas e persianas completamente fechadas e luzes acesas durante o dia e a noite, são indicativos de morador ausente;

·        Mantenha a vista a ficha de todos os empregados do prédio, mesmo os eventuais. O ideal é que todos sejam identificados por crachás.

·        Mantenha sempre à mão os telefones de emergência da Polícia (190). Conheça o Quartel mais próximo da sua residência (126ª Cia PM – 3378-1332). Instrua seus familiares e serviçais de como proceder em caso de perigo eminente ou de simples observação de suspeitos nas imediações.

·        Não acredite que um estranho uniformizado é sempre legítimo. Em caso de dúvida, consulte o seu empregador;

·        Evite comentar sua viagem perto de pessoas estranhas;

·        Evite fornecer dados pessoais por telefone e oriente os empregados para que façam o mesmo;

·        Evite usar qualquer identificação no seu chaveiro;

·        Procure formar uma rede de vigilância comunitáriapara que haja uma observação mútua das residências. É possível se inteirar de como proceder com Associação de Bairro ou com a Polícia Militar;

·        Procure conhecer seus vizinhos e combinar com eles medidas de auxílio mútuo. A solidariedade é importante nos momentos de perigo;

·        Procure manter a entrada de sua casa livre de obstáculos que impeçam sua ampla visão do interior do imóvel. Evite obras de arte, decorações de jardim, etc., que dificultem sua própria observação e também a de seus vizinhos, das áreas de acesso;

·        Quando estiver sozinho (a) em sua casa e surgir um estranho que pretenda fazer entrega de encomendas não esperadas (presentes, flores, malas diretas, etc.), evite abrir sua porta e tente levantar a origem da encomenda. Comunique-se com um vizinho e peça que ele fique observando o que irá suceder; Havendo outras pessoas na casa, uma delas devidamente resguardada, deve permanecer alerta vigiando o atendimento;

·        Se ao lado de sua residência houver lotes vagos ou casas abandonadas, comunique-se com a Prefeitura para solucionar o problema;

·        Se morar em edifício, combine com o porteiro códigos ou senhas para anunciar existência de perigo ou urgência;

·        Se achar conveniente, mantenha um cão de guarda em sua residência. Um cão de grande ou médio porte desestimula a ação dos infratores;

·        Envolva-se. Seja voluntário para ajudar na comunidade em ações anticrime e outros esforços de aperfeiçoamento comunitário. Encoraje os grupos a que você pertence - religiosos, cívicos, sociais - a ajudarem na luta contra o crime.

 

Chame a Polícia Militar quando verificar:

 

·        Luzes acesas ou barulho em casa de vizinhos que estejam viajando;

·        Táxi, carro particular ou caminhão recebendo mercadorias volumosas, com pessoas agindo de maneira nervosa, e sem os cuidados necessários com os objetos a serem transportados, tais como: televisores, aparelhos de som, etc.

·      Pessoas armadas ou grupos suspeitos observando veículos ou imóveis;

·      Carros conduzindo três ou quatro pessoas, com placas ilegíveis ou danificadas;

·      Transeuntes carregando grandes embrulhos e agindo de maneira afoita e nervosa;

·        Estranhos parados em portas ou perto de edifícios ou casas, por muito tempo;

·        Etc.

 

AO SE DEPARAR COM SUA CASA ARROMBADA:

 

·        Não entre na casa, ligue para o 190 e aguarde a chegada de uma viatura no local. O invasor ainda poderá estar no interior do imóvel;

·        Liste todo o material desaparecido, com suas características, mas não toque em objetos que foram removidos pelo infrator, pois neles a Polícia poderá levantar dados importantes para identificá-los;

·        Enumere os prováveis suspeitos, fornecendo a descrição de cada um a Polícia, caso essa informação esteja disponível;

 

 

AO SE DEPARAR COM O INFRATOR:

 

·        Se defrontar com o infrator, antes de tudo, procure se manter calmo; Não tente dialogar ou discutir com eles; Evite encara-los diretamente, mas procure memorizar suas características pessoais, gírias, trajes, etc. Sobretudo, jamais reaja, sua vida não tem preço e é o seu maior patrimônio.

 

 

Mas o mais importante é o sentimento de preocupação coletiva. Devo zelar pela minha segurança e de meu patrimônio, mas também, dos meus vizinhos. Se percebo a presença de pessoas ou veículos suspeitos observando algum imóvel de minha rua, devo, em razão do dever de proteção coletiva, acionar a PM. Esse é o sentimento que todos devem cultivar.

 

 

 
 

Rua Cristiano Moreira Sales, 150, Sala 810, Bairro Estoril - Belo Horizonte - Minas Gerais. CEP: 30.494-360. Telefones: (31) 2127-2428 / (31) 99128-6880