› Home  › Notícias  › Notícia

Polícia Militar começa a agir contra infratores no trânsito

Polícia Militar começa a agir

contra infratores no trânsito

 

Depois de denúncias do JORNAL DO BURITIS, polícia aperta o cerco contra infrações no bairro; ações de caráter educativo vão ser prioridade, mas reincidência vai ser punida com multas

 

Desde o início do ano, o JORNAL DO BURITIS vem mostrando o constante desrespeito de motoristas quanto à sinalização de trânsito no bairro depois que a BHTrans foi proibida de aplicar multas. Mostramos ao longo das três últimas edições que as placas normativas no bairro são completamente ignoradas provocando muitos problemas, aumentando ainda mais o caos no tráfego de veículos.

 

Neste mês nós voltamos à questão, mas agora para mostrar aos motoristas infratores que a impunidade está com os dias contados. Na entrevista que trouxemos na edição de abril com o novo comandante da 126ª Cia do 5º BPM, Major Claudiney de Oliveira Leite, relatamos a ele o problema. A partir daquele momento, foi montada uma estratégia, inclusive do comandante elaborando medidas conjuntas com a BHTrans e BPTrans (Batalhão de Policiamento de Trânsito).

 

“Procuramos a BPTrans para pedir apoio para realizar algumas operações. Nós colocamos também todo o efetivo que temos para aumentar a fiscalização. Enquanto os policiais estiverem nas ruas para fazer a segurança, vão simultaneamente fazer o trabalho de fiscalização no trânsito”, explica Major Claudiney.

 

A primeira medida foi entregar a todos os policiais que fazem o patrulhamento no bairro, inclusive do Bike Patrulha, um bloco para que possam aplicar as multas. Porém, como o Conselho Nacional Trânsito (CONATRAN) prevê que a multa deve ter um caráter educativo, e não punitivo, a primeira abordagem é uma conversa com infratores, para, posteriormente, depois que os motoristas estiverem avisados, aí sim começar a aplicar multas para os reincidentes. “Primeiro vamos fazer um trabalho para educar, orientando e informando. Depois, se não funcionar, partimos para a punição”, destaca o comandante.

 

No dia 23 de abril, o JORNAL DO BURITIS acompanhou com exclusividade uma dessas ações. Policiais do Bike Patrulha percorreram a avenida Prof. Mário Werneck — via esta que é a campeão em infrações no bairro, principalmente nos horários de pico, aumentando ainda mais os congestionamentos —, para conversar com os infratores.

 

ESTACIONAMETO PROIBIDO

Em apenas dez minutos em frente ao Banco do Brasil, onde há uma placa de estacionamento exclusivo para portadores de necessidades especiais, três veículos infratores foram identificados no local. Dois deles, ao perceberem que os policiais estavam de olho, saíram imediatamente. Mas um terceiro, não se importou com a presença da polícia e ficou estacionado.

 

Foi então que os policiais do Bike Patrulha se aproximaram e conversaram com o motorista que, como alegação, disse que parou rapidamente. “Explicamos para ele que mesmo sendo uma parada rápida, um deficiente que precisasse, por exemplo, usar o Banco, ficaria impossibilitado por causa de uma falta de respeito dele. É mesmo uma conversa que temos para tentar conscientizar esse motorista”, lembra o Cabo Paulo Roberto Miranda.

 

Segundo o policial, quando houver essa possibilidade de conversar com o motorista, isso vai ser feito. Mas, em alguns casos, será necessária a aplicação da multa e até mesmo chamar o guincho para rebocar o veículo. “Se flagramos o motorista e tivermos essa possibilidade, como aconteceu nesse caso em frente ao banco, nós faremos. Mas em outros casos, quando a infração estiver provocando outros problemas mais graves, como retenção no trânsito, nós vamos multar e chamar o guincho. A partir de agora a ordem é acabar com essas infrações no bairro, custe o que custar. Nos vamos educar, mas a determinação do nosso comandante é agir constantemente e de forma dura contra os infratores. Vamos informar, agir dentro do que aconselha o CONATRAN, educando o motorista, mas os infratores podem ter certeza que vão ter que andar dentro da lei, senão vão sofrer as consequencias no bolso, com multas e o reboque do veículo”, avisa o Cabo Miranda.

 

 
 

Rua Cristiano Moreira Sales, 150, Sala 810, Bairro Estoril - Belo Horizonte - Minas Gerais. CEP: 30.494-360. Telefones: (31) 2127-2428 / (31) 99128-6880