› Home  › Notícias  › Notícia

Os benefícios das lâmpadas econômicas

Os benefícios das lâmpadas econômicas

Trazidas para o Brasil durante o “apagão” de 2001, as lâmpadas econômicas estão cada vez mais comuns no bairro; quem adotou o seu uso já constatou os vários benefícios.

 

Nunca esteve tão em evidencia no mundo o consumo consciente dos nossos recursos naturais. São dezenas e dezenas de congressos mobilizando especialistas e lideranças de todo o planeta sempre com o foco voltado para o tema. Mas, o que poucos pensam, é que quando o assunto é meio ambiente, qualquer pequeno esforço pode fazer uma grande diferença.

 

A energia elétrica é um exemplo disso. Uma das grandes vilãs no orçamento familiar também é responsável por boa parte da degradação do meio ambiente, já que ela só existe graças às usinas movidas a água.

 

Por isso, desde 2001, ano em que o Brasil enfrentou o racionamento de energia, o país começou a comercializar as lâmpadas fluorescentes compactas, popularmente conhecidas como “lâmpadas econômicas”. Responsável pelo segundo maior gasto de energia elétrica de uma residência, ficando atrás apenas do chuveiro elétrico, essa medida, que se na época não deu muito certo por causa da baixa qualidade dos produtos e o alto preço das lâmpadas, hoje, com valores mais populares e qualidade infinitamente superior, contribui para uma boa redução dos gastos em empresas, condomínios e residências.

 

De acordo com Willa Vilela Oliveira, proprietária da Frilux, os benefícios com a lâmpada econômica são inúmeros e a economia acontece por diversos motivos. “São mais econômicas porque uma lâmpada compacta de 15w corresponde a uma lâmpada incandesceste de 60w, consumindo assim menos energia. Outra questão é a durabilidade. As lâmpadas que passam por órgão de fiscalização de qualidade, que são as que trabalhamos aqui, são sim um pouco mais caras, mas duram até seis vezes mais que as lâmpadas incandescentes. Sua durabilidade está estimada em 6.000 horas, ou cerca de oito anos de consumo”, explica.  

 

E os resultados finais são mesmo satisfatórios. Segundo dados do Inmetro, se comparada às lâmpadas incandescentes, as compactas, representam uma economia média de R$2,00 por mês em cada lâmpada. Ou seja, se uma residência possui 20 lâmpadas a redução média mensal na conta de luz pode chegar a R$40,00 por mês. “Muitos deixam de comprar porque as compactas são mais caras. Mas isso é um investimento, já que em menos de quatro meses o consumidor consegue recuperar o gasto feito, só com o que vai economizar na conta de luz e com a troca de lâmpadas”, destaca Willa, que lembra ainda de pesquisas que mostram que essas lâmpadas compactas geram uma economia de 80% em média se comparadas às lâmpadas comuns.

 

FRIAS

Mas os benefícios não param por aí. Além de mais econômica, as lâmpadas compactas são também menos quentes, tanto que são conhecidas também como “lâmpadas frias”. “Elas aquecem menos o ambiente. Basta aproximar a mão perto de uma incandescente e uma compacta para ter a noção. Outro benefício é mesmo o ecológico. Se elas queimam menos serão menos resíduos no meio ambiente, além é claro de gastar menos energia, o que vai reduzir os gastos com hidrelétricas. É lucro para o consumidor, lucro para o país e, principalmente, lucro para o meio ambiente”, lembra a empresária.

 

Quem comprovou este benefício foi o engenheiro Flávio Tavares, síndico entre os anos de 2006 e 2007 do Edifício Vila de Casares, que fica na rua Engenheiro Alberto Pontes. No período à frente da administração do prédio, Flávio conseguiu convencer os condôminos a fazer a troca, mostrando os grandes benefícios da substituição. “Desde o apagão, em 2001, eu resolvi fazer a troca de lâmpadas em minha casa e já havia constatado os benefícios. No nosso condomínio são muitas lâmpadas. Assim que fizemos a troca, hoje em torno de 80% de todas elas são compactas, tivemos uma boa redução de gastos com a conta, acabou o problema da troca constante das lâmpadas, além dos ambientes que antes eram muito quentes à noite, hoje estarem mais frescos. Um gasto que inicialmente pareceu caro, hoje posso dizer que foi mesmo um investimento, já que rapidamente conseguimos o retorno com os benefícios. Não tenho como precisar, mas acredito que nossa redução com os gastos foi de em torno de 25 a 30%”, explica.

 

 
 

Rua Cristiano Moreira Sales, 150, Sala 810, Bairro Estoril - Belo Horizonte - Minas Gerais. CEP: 30.494-360. Telefones: (31) 2127-2428 / (31) 99128-6880