› Home  › Notícias  › Notícia

Buritis sedia Campeonato Sul-Americano de Squash

120 atletas de oito países sul-americanos participaram
do evento que aconteceu em janeiro na Academia Winner

 
     Durante os últimos cinco dias de janeiro, o Buritis sediou a décima edição do Campeonato Sul-Americano Juvenil de Squash, um dos principais torneios do mundo que aconteceu pela primeira vez no Brasil. A iniciativa foi da Federação Mineira de Squash - FMS, em parceria com a Confederação Brasileira de Squash (CBS) e a Confederação Sul-Americana de Squash (CSS).
     Ao todo foram 120 participantes inscritos no campeonato, com idade máxima de 18 anos, sendo 90 atletas da Argentina, Chile, Colômbia, Equador, Guatemala, Peru e Paraguai; e 30 brasileiros dos estados de Minas Gerais, São Paulo, Santa Catarina, Pernambuco, Paraíba e Distrito Federal. As inscrições foram realizadas pelas confederações dos países, diretamente com o comitê organizador. Ao todo, foram disputados cerca de 500 jogos, nas quadras da Academia Winner, que fica na divisa do Buritis com Estoril.
     Como o evento foi no Buritis, o bairro não poderia deixar de ter o seu representante e, diga-se de passagem, representou a comunidade muito bem. Pedro Gomes, de apenas 10 anos, foi uma das sensações do evento. Praticante do esporte desde os cinco anos de idade, Pedro chegou para o Sul-Americano de Squash com a credencial de ter participado de quase trinta torneios, sendo campeão ou vice em todos, na modalidade sub-11 e sub-13, inclusive sendo campeão na última edição do Sul-Americano realizado em 2009 na Colômbia.
     “Essa paixão pelo esporte vem desde os cinco anos. Eu ia com minha mãe às aulas de tênis. Enquanto ela treinava, eu ficava brincando com uma raquete rebatendo a bola na parede. Foi quando conheci o esporte e vi o quanto era divertido”, explica o garoto. E talvez tenha sido a diversão que o squash proporcionava o motivo do sucesso do garoto. “É uma brincadeira que levo a sério. É um lazer que tenho que me diverte muito”, revela.
     Pedro ainda relata outros pontos muito positivos da prática do esporte. Segundo ele, o squash vai muito além da competição e do preparo físico. “Eu viajo muito e adoro isso. Conheci muitas pessoas em vários campeonatos, muitas cidades, como Rio de Janeiro, Curitiba, Florianópolis, Brasília, João Pessoa, além da Colômbia, onde pude também ter contato com outra língua. É muito bom”.
     Mas não deixando de lado outro grande objetivo que é a competição, Pedro Gomes mais uma vez se deu bem. Jogando praticamente em “casa”, já que é na Winner o local onde treina todos os dias, Pedro chegou às finais das duas modalidades que disputou neste Sul-Americano: sub-11 e sub-13, ficando com o vice-campeonato nas duas competições, mantendo a boa marca de chegar a todas as finais que disputou até hoje.

Renovação


     Daniel Penna, diretor-geral do evento e também coordenador dos Circuitos Brasileiros Juvenil e Máster, destaca que o esporte precisa passar por um processo de renovação no Brasil. "Precisamos trazer mais jovens para a prática do squash. Um campeonato deste nível é muito importante para incentivar nossos meninos e meninas a praticarem o esporte. Certamente, teremos mais jovens jogando squash a partir deste ano. Além disso, este campeonato coloca Belo Horizonte dentro do cenário esportivo internacional", afirma.

     E, com isso, as expectativas são as melhores possíveis. "Esperamos fazer com que o squash juvenil se desenvolva no Brasil como um todo, para que o país possa voltar a ser um dia o melhor das Américas, posto hoje ocupado pelo México, nas categorias profissionais, e pela Colômbia, nas categorias juvenis", declara o presidente da FMS.

 

 
 

Rua Cristiano Moreira Sales, 150, Sala 810, Bairro Estoril - Belo Horizonte - Minas Gerais. CEP: 30.494-360. Telefones: (31) 2127-2428 / (31) 99128-6880